Mais uma “desfeita” ao Benfica!

11 de Novembro de 1917. Nesse dia Sporting e Benfica realizaram o 1º jogo da Taça Cosme Damião. O torneio, organizado pelos benfiquistas, pretendeu homenagear aquela que foi a sua principal figura (e continuava a ser o seu capitão-geral) desde a fundação do clube. Esta 1ª partida serviu também para inaugurar o novo campo do Benfica (na Quinta de Marrocos), mas constituiu mais uma grande desilusão para os encarnados pois o Sporting levou a melhor, por 1-0, e ainda por cima com um golo de Artur José Pereira (um ex-encarnado), num remate de longe no último minuto!

Segundo a imprensa da época: “A partida foi melhor jogada do que habitualmente acontece em início de temporada e os leões tiveram maior domínio, pelo que o seu triunfo foi natural. A arbitragem de Armool foi correta”.

Para além do Sporting e do Benfica, também o Império disputou o torneio, e frente a essa equipa os benfiquistas voltaram a perder, no 2º jogo da prova. Assim, tudo se decidiu numa final a duas mãos entre Sporting e Império, na qual os leões triunfaram sem problemas por 4-1 e 2-0 em jogos interessantíssimos, com muito bom futebol.

A derrota vermelha foi muito sentida pelos seus jogadores e adeptos pois todos eles desejavam ardentemente entregar a referida taça àquele que fôra a grande “alma” do clube nos primeiros anos da sua existência como dirigente, jogador e mecenas. Mais uma vez o Sporting levava a melhor sobre o Benfica num troféu destas caraterísticas, o hábito ja estava enraízado.

Foto (arquivo): Artur José Pereira, o autor do golo que derrotou o Benfica.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário