Schmeichel – O mais mediático da História enquanto futebolista do Sporting

Peter Boleslaw Schmeichel nasceu a 18 de Novembro de 1963 em Gladsaxe – Dinamarca. Começou por alinhar no clube da terra e em 1983 mudou-se para o Hvidovre. Começou a colecionar títulos a partir de 1987 no Brondby e em 1991 chegou ao Manchester United.

Causou surpresa a sua contratação (tinha acabado de ganhar a Liga dos Campeões a Premier League e a FA Cup) ao Manchester United (depois de 8 épocas “em grande” nos “red devils”) no Verão de 1999, mas os responsáveis leoninos apostavam em acabar de vez com o jejum de títulos nacionais que já ia em 17 anos e acharam por bem juntar ao plantel um nome com semelhante “brilho” no futebol mundial, até para criar uma “onda” de maior entusiasmo entre os adeptos. Até aí, nunca tinha atuado no futebol português um atleta com tantos e tão importantes títulos conquistados na Europa, e isso também levou a que o “velho continente” fixasse mais os olhos em Alvalade.

Estreou-se oficialmente (com o técnico Giuseppe Materazzi) a 20 de Agosto, na 1ª jornada do Campeonato Nacional, num empate 2-2 nos Açores frente ao Santa Clara. Como esperado fixou-se como titular indiscutível da equipa, destacando-se pela forma como gritava com os companheiros da defesa para corrigir as suas posições e pela exuberância com que festejava os golos. Fez 34 jogos (24 golos sofridos) e ajudou à conquista do 17º título nacional para os leões.

A temporada seguinte não foi brilhante em termos coletivos, mas o dinamarquês voltou a destacar-se, sendo peça fundamental no triunfo na Supertaça (1-0 ao Porto) ao defender um penalty de Deco.

Nos 2 anos em que jogou no Sporting, não foi um guardião perfeito, mas era alguém com um carisma impressionante, que dava “peso” à equipa com a sua experiência e grande classe. Com enorme personalidade, empurrava o coletivo pela forma apaixonante como vivia o jogo, e, para além de tudo, foi um ganhador incrível, com uma verdadeira coleção de títulos.

Fez 65 jogos oficiais de leão peito (sofreu 66 golos) e ganhou 1 Campeonato Nacional e uma Supertaça. Jogou pela última vez a 27 de Maio de 2001 num Sporting-Marítimo (1-0) para a derradeira jornada do Campeonato.

Depois ainda alinhou no Aston Villa e Manchester City (onde terminou a carreira em 2003). Foi 129 vezes internacional pela Dinamarca e pela sua seleção ganhou o Campeonato da Europa de 1992.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário