Abel – O “professor” tranquilo

Abel Fernando Moreira Ferreira nasceu a 22 de Dezembro de 1978 em Penafiel e foi no clube das sua terra que começou a destacar-se. Em 2000 chegou ao Vitória de Guimarães e 4 anos depois rumou ao rival Braga.

Chegou ao Sporting no “mercado de Inverno” de 2005/06 (um empréstimo por troca com Wender) e estreou-se oficialmente (com o treinador Paulo Bento, e ao mesmo tempo que Romagnoli) a 11 de Janeiro num triunfo em casa frente ao Vizela (2-1) para a Taça de Portugal. Nesses primeiros meses em Alvalade logo mostrou boas capacidades, defendendo e atacando bem e ganhando a titularidade (19 presenças). Esse desempenho valeu-lhe a contratação definitiva pelo Sporting por cerca de 750.000€.

Apesar da boa época de estreia, só a partir de meados da temporada seguinte voltou a ser opção regular (25 presenças), e com evidentes benefícios para a equipa. A 2 de Abril de 2007 marcou pela 1ª vez, num triunfo em Alvalade frente ao Beira-Mar por 2-0. Deu um contributo importante para a magnífica ponta final da temporada da equipa de Paulo Bento (ficou a 1 ponto do título e ganhou a Taça de Portugal).

2007/08 foi uma temporada longa com a equipa leonina envolvida em 6 competições diferentes. Fruto da sua regularidade, Abel realizou 52 partidas (2 golos – 1 deles em Old Trafford para a Liga dos Campeões), tendo contribuído para os triunfos na Supertaça e Taça de Portugal (ambas frente ao Porto). No ano seguinte a concorrência de Pedro Silva fê-lo alternar com o brasileiro na direita da defesa (sendo, ainda assim, mais utilizado – 32 jogos). Esteve presente no triunfo na Supertaça (2-0 ao Porto).

Em 2009/10 ia cumprindo sem brilhantismos quando chegou João Pereira em Janeiro, e perdeu definitivamente o lugar para o reforço proveniente (tal como ele) de Braga. Ainda assim fez 31 jogos. No ano seguinte jogou menos (23 presenças), mas mostrou-se um elemento importante de balneário e respondeu sempre bem quando chamado.  A 29 de Janeiro de 2011 marcou pela última vez, numa derrota no Estoril (2-1) para a Taça da Liga. A presença derradeira aconteceu no Estádio do Dragão, a 17 de Abril de 2011 (derrota por 3-2). Poucos dias depois sofreu uma lesão gravíssima num joelho numa altura em que estava para terminar contrato… Apesar disso o Sporting responsabilizou-se pela sua recuperação e começou a aventar-se a hipótese de vir a desempenhar funções na “formação” do clube.

Assim, esteve um total de 6 épocas na equipa principal do Sporting, tendo alinhado em 182 jogos oficiais nos quais marcou 6 golos. Ganhou duas Taças de Portugal e outras tantas Supertaças. Foi uma vez internacional B (na altura em que jogava no  Vitória de Guimarães).

Era conhecido entre os colegas como o “professor”, uma vez que é licenciado em Educação Física (curso que concluiu quando alinhava no Vitória de Guimarães). Dele diz-se que está constantemente a ler e andava sempre com o computador atrás para os estágios. Tranquilo por natureza, é apaixonado pelos desportos motorizados e adora cozido à portuguesa com um vinho branco bem fresco.

Durante vários meses, apesar de não ter contrato, prosseguiu a sua recuperação na Academia Sporting, e acabou por ser convidado para treinador dos juniores quando Sá Pinto assumiu a equipa principal em Janeiro de 2012. As coisas correram bem pois sagrou-se Campeão Nacional logo na época de estreia. Mais tarde passou a liderar a equipa B, posto que ocupou até ao final da época 2013/14.

Atualmente ocupa-se da equipa B do Sporting de Braga.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário