Um empate que honrou Portugal

30 de Dezembro de 1934. O Sporting honrou o futebol português ao quebrar a série de vitórias no nosso país dos afamados húngaros do Bocskay, que já haviam derrotado o Belenenses (5-1) e a Selecção de Lisboa (4-2).

A partida disputou-se no Campo Grande, tendo o Sporting (orientado por Filipe dos Santos) alinhado com: Dyson; João Jurado e Joaquim Serrano; Abelhinha, Rui Araújo e Raúl Silva (António Faustino); Rui Carneiro, Vasco Nunes, Soeiro, Ferdinando e Mourão.

No jornal “O Século” escreveu-se na crítica ao jogo que “tecnicamente o Sporting não será a melhor equipa de Lisboa, mas pela sua condição física é a única que pode dar réplica aos húngaros, que nesta partida tiveram sorte em sair com um empate”.

Na 1ª parte o Sporting esteve francamente bem, tendo falhado apenas a pontaria de Soeiro. Notou-se muita ligação e solidariedade na equipa. Estavam decorridos apenas 8 minutos quando Mourão conseguiu ir à linha e centrar rasteiro. Rui Carneiro desviou oportunamente fazendo o 1-0.

Quase em cima do intervalo, completamente sozinho e a 2 metros da baliza, Soeiro atirou torto… falhando aquele que poderia ter sido um golo decisivo.

Na 2ª parte os leões decaíram um pouco, a partida foi mais equilibrada, e aos 52 minutos, após um falhanço de Jurado, Teleski empatou a contenda.

Até final qualquer das equipas poderia ter ganho mas o Sporting foi sempre o melhor conjunto. Joaquim Serrano (foto), Rui Araújo, Soeiro e Mourão foram as grandes figuras da tarde na equipa leonina.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário