1984 – Mais um título europeu, com Mamede e Lopes a superarem-se pelo coletivo

5 de Fevereiro de 1984. Pela 6ª vez em 7 participações (!), o Sporting sagrou-se Campeão Europeu de Crosse. Fernando Mamede (2º), Carlos Lopes (3º), Ezequiel Canário (6º) e Rafael Marques (12º) foram os protagonistas. Carlos Lopes teria vencido se, mais ou menos a meio do percurso, não tivesse abrandado para “reunir as tropas”. Joaquim Pinheiro foi 13º e Hélder de Jesus 41º.

A prova disputou-se no Circuito Internacional das Açoteias, e o Sporting igualou o número de títulos obtidos pelos belgas do Liégeois. A equipa leonina venceu de forma esmagadora, sendo significativo o facto de ter colocado os seus 4 atletas que contavam para a classificação coletiva entre os 12 primeiros.

Lopes foi a grande figura da equipa, aquele que mais trabalhou para o coletivo, apesar de no final não ter sido o melhor classificado. Mamede, apesar de fora de forma, conseguiu, dadas as circunstâncias, uma magnífica classificação. Apesar de tudo, no final, Carlos Lopes lamentava-se de as suas pernas não acompanharem a força da “caixa”, enquanto Ezequiel Canário confessava que tomara 13 injeções para poder alinhar devido a problemas num joelho… O italiano Alberto Cova venceu individualmente, enquanto nas contas finais coletivas o Sporting totalizou 23 pontos contra 37 do MAM de Espanha e 47 do Pró-Patria da Itália.

Foto: Helder de Jesus, Joaquim Pinheiro, Rafael Marques, Ezequiel Canário, Fernando Mamede e Carlos Lopes.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário