Giuseppe Materazzi – Com responsabilidades na festa de 2000

Giuseppe Materazzi nasceu a 5 de Janeiro de 1946 em Arborea, província de Oristano, na Sardenha – Itália. Nunca foi um grande jogador de futebol mas ficou conhecido como um dos símbolos do Lecce, clube que representou 7 anos. Passou ainda pelo Tempio, Reggina e Bari.

Começou a carreira de treinador em 1979 no Carretese. O seu trabalho mais vistoso antes de chegar a Alvalade foi ao serviço do Pisa, em 1987/88, onde conseguiu um 13º lugar da Série A. Depois esteve na Lazio, Messina, Bari, Padova, Brescia e Piacenza.

Em Junho de 1999 chegou ao comando técnico do Sporting, contratado por José Roquette. Na pré-temporada as cargas de trabalho foram enormes e em termos de resultados as coisas não correram pelo melhor… Todos os sportinguistas esperavam que com o início da época oficial a equipa estabilizasse, mas a estreia, a 20 de Agosto de 1999, não trouxe mais que um empate a duas bolas nos Açores frente ao Santa Clara. A seguir vieram 2 triunfos, mas a escandalosa derrota na Noruega por 3-0 frente ao Viking Stavanger criou um mau estar enorme entre os adeptos. Os 2 empates que se seguiram precipitaram definitivamente a saída do italiano que sempre foi homem para enfrentar os adeptos contestatários olhos nos olhos à porta do Estádio Alvalade.

Assim, após 6 jogos oficiais, Giuseppe Materazzi foi demitido do comando técnico da equipa que viria a ser campeã nacional, 18 anos depois, sob o comando de Augusto Inácio.

Da sua passagem pelo Sporting ficou a sensação de que a equipa acabou por colher os frutos da sua exigente pré-temporada. Há mesmo muitos que são da opinião de que foi ele que “plantou as sementes” daquele conjunto que na parte decisiva da época mostrou uma saúde física invejável e uma atitude fantástica.

O jovem chileno Juan Viveros foi uma aposta pessoal muito forte de Materazzi no pouco tempo em que dirigiu os leões, mas após a sua saída o médio ofensivo “desapareceu” da equipa e nunca mais se destacou.

Depois do Sporting passou pelo Veneza e Cagliari. Em 2003 foi para a China e mais tarde regressou ao seu país para orientar o Bari. Em 2008 esteve no Olympiakos Volos (Grécia) e em 2009 passou para um clube da 3ª divisão espanhola, o Eivissa-Ibiza. Em 2010 passou 3 dias (!) pelo FC Brasov da Roménia…

É pai do mediático Marco Materazzi, defesa-central do Inter de Milão.

GIUSEPPE MATERAZZI como treinador do SPORTING
ÉPOCA J V E D GM GS % TÍTULOS
99/00 6 2 3 1 9 8 58,3% CN

Post to Twitter

Deixe o seu comentário