Virgílio

Virgílio Manuel Bagulho Lopes nasceu a 27 de Outubro de 1957 em Loures. Começou a jogar muito jovem no clube da sua terra, mas, ainda juvenil, rumou ao Sporting.

Estreou-se oficialmente (lançado por Jimmy Hagan) no dia 29 de Maio de 1977 num Sporting-Belenenses (4-0) para a última jornada do Campeonato Nacional. Na temporada seguinte, sob o comando de Paulo Emílio e Rodrigues Dias, jogou muito pouco, pelo que foi emprestado ao FC Famalicão. No Minho tornou-se “mais jogador” e ele próprio confessa que o técnico Mário Imbelloni o marcou para sempre.

No Verão de 1981, com a chegada de Malcolm Allison ao Sporting, regressou a “casa” e constituiu uma aposta fortíssima do técnico inglês (como médio defensivo), ao ponto de ter sido o futebolista mais utilizado (43 presenças) nessa temporada de grandes sucessos (vitórias no Campeonato Nacional e Taça de Portugal).

Marcou o seu 1º golo oficial pelos leões a 19 de Setembro de 1981 numa vitória frente ao Penafiel por 6-0. Na temporada 1983/84 (quase toda sob o comando de Jozef Venglos) destacou-se no plano ofensivo (apesar de ter feito toda a época a central) ao apontar 6 golos.

Permaneceu em Alvalade até ao final da época 1987/88, quase sempre como um dos jogadores mais utilizados do plantel, tanto como defesa (onde “correu” as 4 posições) como no meio-campo defensivo. Aliás, a sua “imagem de marca” era mesmo a polivalência, cumprindo com eficácia qualquer posição da defesa ou do meio-campo.

Jogou pela última vez a 5 de Junho de 1988 num Sporting-Penafiel (7-0) para a última jornada do Campeonato Nacional.

No total esteve 10 épocas no Sporting realizando 201 jogos oficiais e marcando 10 golos. Ganhou 1 Campeonato Nacional, duas Taças de Portugal e duas Supertaças.

Prosseguiu a sua carreira em Braga, e deixou de jogar em 1990. Foi internacional A por 3 vezes.

Após a eleição de Bruno de Carvalho para a presidência, assumiu a coordenação do futebol jovem do Sporting. Atualmente continua a exercer funções na Academia Sporting.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário