2019 – Octocampeões nacionais de Natação!

14 de Abril de 2019. A equipa masculina de Natação do Sporting Clube de Portugal sagrou-se neste domingo octacampeã nacional da modalidade no Complexo de Piscinas do Jamor. O conjunto de Alvalade conquistou o título que já não foge ao clube desde 2011/12 e adicionou mais um troféu ao Museu Sporting. No duelo feminino, o Sporting CP terminou na 2ª posição. No final do primeiro dia os leões lideravam com 343 pontos, estando à frente de SL Benfica (315) e FC Porto (274). Este domingo, o Sporting CP continuou em grande e foi controlando e aumentando a vantagem com naturalidade. No final, os atletas de Carlos Cruchinho conseguiram 746 pontos, amealhando uma vantagem de 57 pontos sobre as águias. Em grande destaque estiveram os atletas que disputaram a estafeta de 4×100 metros estilos, que bateram o recorde nacional absoluto ao nadarem em 3m44,22s. Alexis Santos, um dos participantes nessa prova, bateu outro recorde nacional com a marca de 25,44s nos 50 metros costas. A estafeta de 4×200 metros livres tambéu bateu o recorde nacional absoluto ao nadar em 7m26,26s, o que fez cair a marca conseguida pelos leões em 2017 (7m27,46s). João Vital também conseguiu uma marca de registo nos 400 metros estilos, completando a prova em 4m17,76s e confirmando a presença no Mundial que se vai realizar em Julho na cidade sul-coreana de Gwangju. As leoas sagraram-se vice-campeãs nacionais, terminando a prova atrás do Sport Algés e Dafundo, que triunfou pelo terceiro ano consecutivo. O Sporting CP somou 716 pontos, menos 49 que o clube do concelho de Oeiras. Classificação coletiva masculina: 1.º Sporting CP 746 pontos 2.º...

1958 – Campeões Nacionais de Badminton

14 de Abril de 1958. No 2º Campeonato Nacional da modalidade o Sporting sagrou-se Campeão, coroando uma época de sucessivos triunfos. O eterno rival Benfica classificou-se em 2º lugar, tendo os leões batido as águias por 5-2 no último jogo. Os elementos que constituíram a nossa equipa foram René Perlico (cap), Nolasco Silva, José Trigo da Silva, Francisco Lemos, Fernando Pinto e Moreira da Silva. A prova concluiu-se neste dia, data em que o Sporting defrontou sucessivamente o GD Direito e o Benfica. Além destas 3 equipas participaram na competição o Lisboa Ginásio e a Académica de Coimbra. A prova decorreu com interesse, tendo o Sporting confirmado o título do Regional, alcançado pouco tempo antes. Na meia-final os leões venceram o GD Direito por 5-2, triunfando depois na final sobre o Benfica pelo mesmo...

2014 – 15ª Taça de Portugal para o Andebol com vitória sobre o ABC

13 de Abril de 2014. O Sporting voltou nesse domingo a festejar a conquista da Taça de Portugal, depois de dominar a final diante do ABC, na Maia (Pavilhão de Águas Santas). 34-29 foi o resultado final que deu aos leões a 3ª conquista consecutiva na prova (15ª no total). A 1ª parte foi extremamente emotiva, com os 2 guarda-redes, nos 2 primeiros minutos, a manterem as balizas invioladas. Ainda assim o Sporting entrou melhor (perante grande réplica dos minhotos), realizando uma exibição muito segura, quer em termos defensivos quer atacantes. O ABC, também com uma boa prestação, nunca conseguiu estar em vantagem, embora o marcador se tenha mantido muito equilibrado até ao minuto 18, altura em que o Sporting alcançou uma vantagem de 3 golos. A equipa bracarense respondeu e, numa altura em que os leões estiveram menos bem na finalização, conseguiu chegar ao empate (13-13) quando faltava pouco mais do que 1 minuto para o intervalo. Frankis Carol, em cima do apito para o final do 1º tempo, fechou a contagem em 14-13. Na etapa complementar o Sporting entrou melhor e voltou a uma vantagem confortável de 4 golos (19-15). Os comandados de Frederico Santos moralizaram-se e não deram mais hipótese de recuperação ao ABC. O Sporting soube então gerir muito bem a vantagem e terminou como natural vencedor. Na hora da verdade os leões estiveram mais certeiros. Pedro Portela, então, esteve com a mão realmente quente, ao responsabilizar-se por 12 golos, tendo sido bem secundado por Frankis Marzo, com 8. No lado dos minhotos David Tavares foi o mais inconformado, com 8 golos, mas os tiros certeiros do ponta-direita...

2015 – Tetracampeões nacionais em Natação masculina

12 de Abril de 2015. A equipa masculina do Sporting terminou o Campeonato Nacional de Clubes da 1.ª Divisão, que se realizou durante o fim-de-semana nas Piscinas do Jamor, no 1º lugar, assegurando assim o tetracampeonato nacional (4ª título no total). Os leões conseguiram um total de 132 pontos, mais 5 do que o Estrelas São João de Brito (127). Completaram a classificação FC Porto, Famalicão (ambos com 94), Náutico/Urgicentro-Sanfil (88), Naval Amorense (78), Colégio Vasco da Gama (69) e Amadora (2). Em termos individuais, destaque para as vitórias de Pedro Pinotes (200 metros mariposa, 200 metros estilos e 400 metros estilos), Alexis Santos (100 metros livres e 100 metros mariposa) e da estafeta de 4×200 metros livres, que estabeleceu um novo recorde nacional sénior e absoluto. As vitórias leoninas ao longo da competição: 100m livres – Alexis Santos –  50,19s 4x200m livres – Guilherme Dias, Mário Bonança, Pedro Pinotes e Alexis Santos – 7m31,41s 100m mariposa – Alexis Santos – 54,55s 200m mariposa – Pedro Pinotes – 2m03,27s 200m estilos – Pedro Pinotes – 2m04,23s 400 m estilos – Pedro Pinotes – 4m24,99s Bernardo Graça, Igor Mogne, Alexandre Ribas e Miguel Cruchinho também contribuiram para este feito histórico. Depois da conquista o treinador Carlos Cruchinho confessou ter sido um dos títulos mais difíceis de vencer: “Foi um título muito difícil. Fomos arrasadores, não demos a mínima hipótese. Os atletas superaram-se e a prova disso é que acabaram uma competição destas com o recorde nacional (4×200 metros livres). Estou muito contente, soube melhor que o 1º campeonato que vencemos porque foi muito difícil e muito bem conseguido”. Apesar de...

2021 – Taça de Portugal para o Basquetebol com vitória clara sobre o Imortal!

11 de Abril de 2021. Centro e Desportos e Congressos de Matosinhos. A equipa de Basquetebol do Sporting CP conquistou, este domingo, a 2ª Taça de Portugal consecutiva, ao vencer o Imortal BC por 83-59. Depois eliminarem o FC Porto na meia-final por 85-77, os leões encontraram a equipa sensação deste ano, que batera o Benfica. A formação algarvia arrancou a todo o gás e criou muitas dificuldades aos verdes e brancos na fase inicial da partida. O 2º quarto começou mais intenso e trouxe um Sporting CP diferente: mais assertivo e agressivo. Liderado pelo sempre enérgico Shakir Smith, que marcou 12 pontos neste período e fez a equipa jogar, o conjunto de Luís Magalhães não deu qualquer hipótese ao Imortal BC e foi construindo, aos poucos, uma vantagem confortável, que se fixou nos 44-32 ao intervalo. No regresso do descanso, a tónica do encontro manteve-se, com o Sporting CP cada vez mais confiante e os algarvios a insistirem nos lançamentos de 3 pontos, na maioria das vezes sem sucesso, para evitar ter de furar a defesa leonina. À medida que o cronómetro se esgotava, a distância no marcador foi sendo dilatada com naturalidade até aos 21 de diferença (65-44). Nos 10 minutos finais Luís Magalhães começou a rodar a equipa e deu minutos aos menos utilizados, pois a vitória estava praticamente garantida, mas, mesmo assim, o Sporting CP nunca perdeu o controlo e selou a conquista da Taça de Portugal com um resultado claro. A equipa: Travante Williams (15), James Ellisor (12), Diogo Ventura (2), João Fernandes (4) e John Fields (9). Jogaram ainda: Shakir Smith (24), Diogo Araújo...

2022 – “Dobradinha” na Natação pela 1ª vez na História leonina!

10 de Abril de 2022. A Natação do Sporting CP foi a grande vencedora do Campeonato Nacional de clubes da modalidade, que decorreu neste fim-de-semana no Jamor, ao conquistar pela 1ª vez na História leonina o título de Campeã Nacional tanto em masculinos como em femininos. Os homens, que arrecadaram assim o 9º troféu consecutivo, somaram um total de 915 pontos, superiorizando-se dessa forma aos rivais Benfica (831) e FC Porto (764). Já as mulheres conquistaram o 7º título para o Clube verde e branco – o primeiro desde 2006 – com 930 pontos, depois de superarem o FC Porto (869) e o SA Dafundo (763). Num total de 38 provas disputadas, os atletas sportinguistas venceram 9 + 12 segundos lugares e 8 terceiros lugares. MASCULINOS 1º Sporting CP – 915 pontos 2º SL Benfica – 831 pontos 3º FC Porto – 764 pontos 4º CF “Os Belenenses” – 607 pontos 5º Louletano DC – 592 pontos FEMININOS 1º Sporting CP – 930 pontos 2º FC Porto – 869 pontos 3º SA Dafundo 763 pontos 4º SL Benfica 729 pontos 5º Clube dos Galitos – 657 pontos PRINCIPAIS RESULTADOS VENCEDORES 50 Metros Costas – Alexis Santos (25.48) 100 Metros Costas – Francisco Santos (56.53) 200 Metros Costas – Francisco Santos (2:04.47) 200 Metros Estilos – Alexis Santos (2:03.28) 4×200 Metros Livres (Masculino) – Sporting CP (7:33.99) 4×100 Metros Estilos (Masculino) – Sporting CP (3:45.08) 100 Metros Mariposa – Inês Henriques (1:02.42) 200 Metros Mariposa – Inês Henriques (2:15.36) 4×100 Metros Estilos (Feminino) – Sporting CP (4:17.16) 2ºs LUGARES 100 Metros Livres – Tiago Costa (99 50.78) 1500 Metros Livres – Diogo Cardoso (15:49.81) 200 Metros Bruços – António Mendes...

1994 – Apoteose na Maia com o Tricampeonato Nacional de Voleibol

10 de Abril de 1994. Nesse dia o Sporting sagrou-se tri-campeão nacional de Voleibol. O encontro decisivo disputou-se no pavilhão do Castelo da Maia onde os leões contaram com o apoio entusiástico de algumas dezenas de adeptos. Os apaniguados locais eram milhares, mas os atletas sportinguistas conseguiram silenciá-los. Após uma vitória por 3-0 e uma derrota por 3-2 em Lisboa os leões teriam de ir ganhar à Maia, e assim aconteceu. No 1º destes 2 jogos, realizado no Sábado, 9 de Abril, o Sporting fez uma exibição fantástica triunfando por 3-0 (15-3, 15-11 e 15-10). Com um serviço muito agressivo, receção muito segura e distribuição variada, os ataques sairam demolidores. No dia seguinte os leões fizeram uma partida mais calculista, triunfando, ainda assim, de novo por 3-0 (15-8, 15-11 e 15-8). Em ambas as partidas o 6 base foi formado por Miguel Maia, Luís Cláudio, Wagner Silva, Maurício Cavalcanti, Nilson Leão e Filipe Vitó, com Tzevetan Florov, Teodor Genev, Carlos Silveira e Miguel Soares a entrarem em compita quando o treinador António Rodrigues achou mais conveniente. Carlos Natário, Américo Silva, Marcelo Cavalcanti e José Gonçalves não atuaram desta vez, mas formaram com o adjunto João Correia, o enfermeiro-massagista Vasco Fortunato, o roupeiro Américo Coelho e ainda o diretor Lúcio Freire e os secionistas António Frade e Rui Madeira uma equipa coesa onde todos “remaram” para o mesmo lado atingindo com naturalidade o grande objetivo final. Após o último ponto todo o grupo de trabalho deu largas ao seu entusiasmo num grande abraço coletivo festivo onde não faltou o tradicional champanhe. À noite, num jantar em Espinho, familiares e amigos...

1949 – Os primeiros Tricampeões Nacionais do Futebol português

10 de Abril de 1949. Neste dia o Sporting “fechou” o Campeonato com um triunfo em Guimarães, frente ao Vitória, por 3-1. Os leões já eram campeões desde a jornada anterior (apesar da derrota no Porto por 2-1), mas havia que terminar a prova mostrando o esplendor duma equipa excecional, e assim aconteceu. Cândido de Oliveira (coadjuvado por Fernando Vaz) era o técnico leonino, tendo feito alinhar neste jogo derradeiro: Azevedo; Octávio Barrosa e Juvenal; Canário, Manecas e João Mateus; Armando Ferreira, Vasques, Sérgio Soares, Serra Coelho e Martins. Com o título já ganho o treinador sportinguista aproveitou para estrear os muito jovens Sérgio Soares (um debute tão memorável quanto efémero) e Serra Coelho. Sérgio Soares marcou os 3 golos leoninos, aos 27, 50 e 89 minutos. O “tento de honra” dos locais foi apontado a um quarto de hora do fim, de penalty, por Franklim. Apesar deste jogo verdadeiramente glorioso para ele, Sérgio só jogaria mais uma vez pelo Sporting (na semana seguinte, para a Taça de Portugal, na que ficou famosa derrota em Santo Tirso…), enquanto Serra Coelho, depois de andar emprestado por outras paragens, teria novas oportunidades em 1952 e 1954. O Sporting terminou o Campeonato (que venceu pela 9ª vez – 5ª no Campeonato Nacional de 1ª divisão) com 5 pontos de avanço do Benfica (naquele que foi o 1º tri-campeonato do Futebol nacional) e 100 golos marcados em 26 jogos! Peyroteo foi o melhor marcador da competição com 39 golos, naquela que foi a sua última temporada no clube e a consequente despedida dos famosos “cinco violinos”. Ao longo de toda a época Canário foi...

2022 – 5ª Taça de Portugal para o nosso Râguebi feminino

9 de Abril de 2022. A equipa feminina de Râguebi do Sporting conquistou neste sábado, a Taça de Portugal ao vencer a AEES Agrária de Coimbra por 20-10 nas Caldas da Rainha. Com este troféu, a equipa orientada por Filipe Luís atingiu a dobradinha, juntando a Taça de Portugal ao Campeonato Nacional. Foi também a 5ª Taça de Portugal do palmarés do Sporting CP – a primeira em rugby de XV. O Sporting CP, detentor da hegemonia do Râguebi feminino em Portugal ao longo dos últimos anos, começou melhor e conseguiu o primeiro ensaio logo aos 8 minutos por intermédio de Inês Marques, mas a resposta não tardou, pois pouco depois, Inês Spínola foi a autora do ensaio do empate para a AEES Agrária de Coimbra (5-5). O Sporting dominava, mas foi preciso esperar até aos últimos instantes da 1ª parte para ver mais um ensaio. Desta feita foi Beatriz Amaral, após grande esforço de toda a equipa, a finalizar e a levar o Sporting CP na frente por 10-5 para o descanso. No 2º tempo o Sporting voltou a entrar melhor e Leonor Amaral fez o 15-5. Na conversão, Isabel Ozório não falhou e aumentou a diferença para 17-5. Mais uma vez, a AEES Agrária de Coimbra reagiu e reduziu para 17-10, deixando tudo em aberto. O marcador acabou por ficar fechado já nos 10 minutos finais, quando Isabel Ozório, com um pontapé certeiro, apontou o 20-10. Até ao final, o Sporting CP geriu o resultado e assegurou o triunfo na final da Taça de Portugal. A equipa: Joana Morgado (Tânia Semedo 50), Inês Marques, Franciny Amaral, Ana...

1928 – Campeões Regionais de Futebol pela 6ª vez

8 de Abril de 1928. Neste dia o Sporting conseguiu o seu 6º título de Lisboa em Futebol numa finalíssima disputada frente ao Benfica, pois as equipas tinham terminado a prova com os mesmos pontos. A equipa leonina, orientada por Francisco Serra e Moura, era já considerada pelos mais atentos como sendo superior, o que se veio a confirmar perante uma numerosa assistência. O Sporting jogou com: Cipriano; António Penafiel e Jorge Vieira; Martinho de Oliveira, Serra e Moura e Matias; João Francisco, Abrantes Mendes, Jurado, Cervantes e José Manuel Martins. Apesar de o Benfica ostentar algum domínio territorial no decorrer do 1º tempo, a equipa sportinguista esteve muito segura na defesa, e as suas valiosíssimas unidades da frente de ataque conseguiram fazer estragos. A certa altura Cervantes apoderou-se da bola, passou-a (por cima da cabeça de Simões) a José Manuel Martins, e este, internando-se no terreno, desferiu um belo remate enviesado ao ângulo inferior da baliza vermelha, sem qualquer hipótese de defesa para Jacinto. Antes do intervalo os benfiquistas ainda esboçaram uma reação, mas a trave, e um belo golpe de rins de Cipriano inutilizaram as duas boas oportunidades que tiveram para marcar. Para a 2ª parte os verde e brancos entraram a dominar, e logo à passagem dos 10 minutos Serra e Moura fez um ótimo passe a Abrantes Mendes que assistiu com “açúcar” Cervantes, que não falhou a emenda à boca da baliza aumentando a contagem. Decorriam pouco mais de 20 minutos deste período complementar quando Abrantes Mendes fez um golo anulado pelo árbitro, alegando que antes existira falta para penalty. Na respetiva conversão José Manuel Martins atirou...
Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.