Ricardo Andorinho

Ricardo José da Costa Andorinho nasceu a 14 de Novembro de 1976 em Évora. Começou a jogar Andebol no Évora Andebol Clube, mas chegou muito cedo ao Sporting (1994), com apenas 17 anos.

Em Alvalade, alinhando normalmente na posição de ponta-esquerda, tornou-se um dos melhores andebolistas portugueses de sempre, vivendo momentos de consagração tanto a nível individual como coletivo.

Em 2000 foi distinguido com o Prémio Stromp na categoria Atleta.

No Sporting ganhou 1 Campeonato Nacional (2001), 4 Taças de Portugal (1998, 2001, 2003 e 2004) e duas Supertaças (1998 e 2002).

No final da temporada 2003/04 o Andebol leonino sofreu uma grande reestruturação com forte contenção orçamental, o que o “obrigou” a deixar o clube “do seu coração” e aventurar-se em Espanha. A sua despedida ocorreu na final da Taça de Portugal ganha ao Belenenses (Junho de 2004), em Castelo Branco, por 29-23. Andorinho fez 7 golos e afirmou no final: “Sou sportinguista de alma e coração, servi o clube durante 10 anos e saio sobretudo pela questão desportiva”.

Depois, numa das melhores equipas mundiais –  Portland San Antonio, teve grande sucesso. No entanto, uma lesão gravíssima contraída numa partida frente ao FC Barcelona em 2008 levou-o a abandonar a alta competição prematuramente… Foi internacional português por 155 vezes, marcando 528 golos.

Abraçou, entretanto, o mundo empresarial após concluir diversas formações de elevado grau em Marketing e Novas Tecnologias.

Teve também funções da Federação Portuguesa de Andebol como vice-presidente.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário