Chen Shi-Chao

Nasceu a 18 de Fevereiro de 1961 em Quangjiou, uma região da China. Começou a praticar Ténis de Mesa na escola, com 9 anos, e desde logo revelou ter muito talento para a modalidade. Com apenas 13 anos integrou a equipa profissional de Cantão, e com 19, em 1981, foi campeão do Mundo em pares mistos. No ano seguinte conseguiu um magnífico 2º lugar na Taça do Mundo e o vice-campeonato chinês pela equipa de Cantão. Representou a selecção chinesa de 1978 a 1986, participando na Taça do Mundo, Campeonato da Ásia e em Campeonatos do Mundo.

Em 1989 chegou a Portugal para jogador-treinador do Sporting numa altura em que com homens como Pedro Miguel, Nuno Dias e João Portela, os leões já haviam conquistado a hegemonia da modalidade em Portugal. Com a sua inestimável contribuição os mesatenistas leoninos refinaram as suas qualidades e os campeonatos nacionais foram ganhos uns atrás dos outros.

Em 1995 Chen recebeu melhores contrapartidas financeiras do Ginásio do Sul e saiu de Alvalade. Em 5 anos de ausência do chinês os leões só conquistaram 2 títulos, e o seu regresso para a época 2000/01 foi muito saudado. Aí passou a ser sobretudo treinador (coadjuvado pelo histórico Pedro Miguel), embora, de vez em quando, “pegasse na raqueta”. João Pedro Monteiro, embora ainda muito jovem, passou então a ser figura principal dos leões e um dos melhores de sempre em Portugal, facto a que esteve intimamente ligada a orientação técnica de Chen.

De 2001 a 2003 o Sporting alcançou mais um tri-campeonato, repetindo o feito de 2007 a 2009. Em 2012 e 2016 voltámos a ser campeões, pelo que Chen Shi-Chao totaliza 6 títulos como jogador e 8 como treinador, para além de 8 Taças de Portugal (3 como treinador) e 8 Supertaças (todas como treinador).

Sempre gostou muito de Portugal, “um país lindo onde dá gosto viver”. Para além do Ténis de Mesa, aprecia muito Voleibol e Futebol, referindo que “Não perdia um jogo em Alvalade em que jogassem os fenomenais Luizinho e Balakov”.

Recebeu o Prémio Rugidos de Leão em 2002, o Prémio Stromp em 2003, e de melhor jogador/treinador à escala federativa.

Os seus genes estão claramente presentes nos do filho, Diogo Chen, que, alinhando no Sporting, mostra grande talento para a modalidade.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário