Rudolf Jeny – O homem que achava indigno um estrangeiro jogar no Campeonato de Portugal

Nasceu a 2 de Março de 1901 em Budapeste – Hungria. Foi um extremo-esquerdo de grande categoria no seu país (no Kispest AC e MTK de Budapeste), chegando à internacionalização por 20 vezes (esteve presente nos Jogos Olímpicos de 1924). À beira dos 30 anos decidiu vir para a Península Ibérica, assumindo o posto de jogador-treinador no Atlético de Madrid.

No início da temporada 1932/33 o Presidente do Sporting, Joaquim de Oliveira Duarte, achou por bem promover uma “revolução” no futebol do clube, e após o técnico Arthur John ter começado a temporada (nos amigáveis de início de época), decidiu substituí-lo por Rudolf Jeny, o que valeu elevados custos financeiros – ao que se disse, por esse motivo, o futebol do Sporting deu 13 contos de prejuízo nessa temporada.

Nessa 1ª época o jogador-treinador Jeny foi apenas treinador pois não chegou a alinhar em nenhuma partida oficial do clube. No Regional os leões ficaram no 3º lugar e no Campeonato de Portugal chegaram à final (1-3 com o Belenenses). Antes desta partida Jeny avisou a Direcção que nunca a jogaria pois considerava indigno que um estrangeiro alinhasse na final do Campeonato de um país que não é o seu!

A verdade é que as bases estavam lançadas e 1933/34 foi uma época gloriosa para o Sporting que arrebatou o Campeonato de Portugal (pela 2ª vez) e o Campeonato Regional de Lisboa (8º título). Rudolf Jeny manteve-se no comando técnico da equipa mas desta vez também jogou (como extremo-esquerdo). Estreou-se no 1º jogo da temporada (e logo com 1 golo) a 21 de Janeiro de 1934 frente ao Bom Sucesso (5-0). Curiosamente, no Campeonato de Portugal voltou (por uma questão de princípio) a não alinhar. O seu último jogo (como futebolista) de verde e branco foi a 22 de Abril de 1934 (4-0 ao União Lisboa).

Assim, acabou por realizar apenas 7 jogos oficiais como jogador do Sporting. Marcou 3 golos e ganhou 1 Campeonato de Portugal e 1 Regional de Lisboa (títulos que acumulou como treinador).

De realçar ainda uma partida amigável realizada a 30 de Março frente ao Atlético Madrid (o antigo clube de Jeny) na qual o Sporting venceu por 4-1 e o húngaro fez 1 golo.

Apesar da temporada de grande sucesso em 1934 saiu no final, construindo depois uma longuíssima carreira como treinador até aos anos 60 do século passado. Morreu em Maio de 1975.

RUDOLF JENY como treinador do SPORTING
ÉPOCA J V E D GM GS % TÍTULOS
1932/33 25 13 6 6 61 33 64%
1933/34 17 13 3 1 57 16 85,3% CP – CR
TOTAL 42 26 9 7 118 49 72,6% CP – CR

Post to Twitter

Deixe o seu comentário