Vadinho – Um “minino da mamãe” com muita classe

Osvaldo Chaves Cordeiro (Vadinho) nasceu a 8 de Julho de 1933 no Brasil. Cedo lhe foi detetado grande talento para o futebol, e no Vasco da Gama ganhou fama. Chegou ao Sporting no Verão de 1957. Estreou-se oficialmente (com o treinador Enrique Fernández) a 15 de Setembro numa vitória em Coimbra por 1-0 (para a 2ª jornada do Campeonato). Marcou o 1º golo duas semanas depois num empate 3-3 no Restelo.

Nessa temporada os leões chegaram ao título nacional, e Vadinho foi o avançado-centro “de serviço”, com 29 jogos oficiais e 17 golos marcados. No final do jogo do título, em Alvalade (3-0 ao Caldas) afirmou emocionado aos microfones da rádio: “Dedico esta vitória à minha mamãe…” No instante seguinte desmaiou!…

Terminada a sua 1ª temporada (de grande sucesso) no Sporting, viveu uma verdadeira “telenovela” de defeso no Brasil. O que se passou foi que a mãe não o queria deixar regressar a Portugal, o que só conseguiu fazer a 19 de Dezembro! Naturalmente a sua época ficou comprometida, acabando por participar apenas em 10 jogos (6 golos).

Para 1959/60 chegou a Alvalade, também do Brasil, um magnífico goleador (Fernando Puglia), pelo que Vadinho teve grandes dificuldades para jogar. Ainda assim manteve uma razoável eficácia com 9 golos em 17 aparições. Naquela que foi, provavelmente, a sua tarde de maior esplendor como “leão”, a 24 de Janeiro de 1960, marcou 3 golos ao Porto num triunfo magnífico por 6-1 em Alvalade.

No ano seguinte fez apenas 1 jogo (a 9 de Abril de 1961), e logo frente ao Benfica, o seu último de verde e branco (empate 1-1). Marcara o último golo já na temporada anterior, a 29 de Maio de 1960, num empate (1-1) em Alcântara frente ao Atlético CP.

Esteve um total de 4 épocas no Sporting. Alinhou em 57 jogos oficiais e marcou 32 golos. Ganhou 1 Campeonato Nacional. Apesar da sua relativamente curta estada em Alvalade muitos o recordam com saudade, e não fosse aquela “história” logo no final da 1ª temporada no Sporting e mais problemas familiares que se sucederam (e que abundaram na última temporada de verde e branco) poderia ter tido ainda maior protagonismo, pois potencial não lhe faltava…

GOLOS de VADINHO no SPORTING
ÉPOCA TC CN TP TOTAL
1957/58 - 17 0 17
1958/59 0 0 6 6
1959/60 - 7 2 9
1960/61 - 0 0 0
Total 0 24 8 32

Post to Twitter

Comments (2)

 

  1. sporting canal says:

    Muito obrigado pelo seu testemunho!

  2. Tive o enorme prazer de ver jogar este talentoso avançado centro!
    Era um jogador fora de série, elegante e de um toque de bola magistral! Só teve paralelo, nesses tempos, com a enormíssima classe de Juan Seminário; foram dois jogadores que me marcaram profundamente, pela classe, rapidez e domínio de bola, impressionantes! Ainda vi jgar-e conheci alguns, caso de Travassos-
    dos 5 violinos, “que sobraram, cuja quinteto era:
    Hugo-Vasques-Martins-Travassos e Albano; igualmente, vi jogar, Carlos Gomes, Caldeira PASSOS, que era meu vizinho, na Rua Afpnso Lopes Vieira-e Galaz, Juca, F.Mendes, etc.! Não há palavras +para descrever as emoções por que se passava, ao presenciar tanta classe e subtileza!
    Que saudade!!!

Deixe o seu comentário