Faustino – No Brasil chamavam-lhe o “Pelé branco de São Paulo”

Faustino da Silva Pinto nasceu a 30 de Agosto de 1936 no Brasil. Chegou ao Sporting na parte final da temporada de 1958/59, vindo credenciado como um dos grandes valores jovens brasileiros a ponto de ser conhecido por “Pelé branco de São Paulo”.

Um dos seus primeiros jogos pelo Sporting foi precisamente num amigável frente ao Santos de Pelé, a 19 de Junho de 1959. O resultado foi de 2-2 (golos de Morais e Faustino) e na imprensa de época escreveu-se que:  “O pequeno Faustino ofuscou Pelé”.

Estreou-se oficialmente (com o treinador Mário Imbelloni) a 2 de Julho de 1959 num Sporting-Braga (6-2) para os quartos-de-final da Taça de Portugal e logo marcou 1 golo. Nas meias-finais voltou a marcar, agora ao Benfica, mas o Sporting acabou por ficar pelo caminho…

Na época seguinte ganhou um lugar na equipa como interior-direito fazendo parte duma formação atacante que deu brado com Hugo, ele próprio, Fernando, Diego e Seminário. Nessa temporada os leões fizeram grandes jogos e obtiveram excelentes triunfos como os 8-0 ao Vitória de Setúbal (com 3 golos de Faustino) ou os 6-1 ao Porto (2 golos do brasileiro) entre vários outros. No entanto, a equipa orientada por Fernando Vaz (primeiro), Mário Imbelloni (depois) e Alfredo González (por fim) não conseguiu melhor que o 2º lugar no Campeonato e foi finalista vencida da Taça de Portugal. No jogo decisivo da Taça, frente ao Beleneneses (1-2) os leões jogaram praticamente todo o tempo com apenas 10 jogadores pois Faustino (precisamente) lesionou-se precocemente na partida e ainda não eram permitidas substituições… Nesse percurso de 1959/60 Faustino realizou 20 jogos oficiais e marcou 10 golos.

1960/61 foi a sua última época de verde e branco. A chegada de Figueiredo e Géo levaram a reajustamentos no quinteto atacante e o brasileiro foi utilizado com menor frequência (apenas 9 jogos e 5 golos), sendo, no entanto, de salientar o seu excelente início de temporada com golos no 3 primeiros jogos.. A 3 de Julho de 1961 fez o último jogo pelo Sporting, numa derrota nas Antas por 4-1 para as meias-finais da Taça de Portugal. Marcara o golo derradeiro (bisou) a 5 de Fevereiro num triunfo em Braga por 3-1.

Esteve um total de 3 épocas no Sporting, realizando 33 jogos oficiais e marcando 17 golos. Apesar de ter estado pouco tempo em Alvalade deixou indiscutivelmente a marca do seu futebol tecnicista e codicioso.

Post to Twitter

Comments (2)

 

  1. Edson says:

    uhuh! é meu pai também!!

  2. Ivan Carbone says:

    Esse cara ai é meu Pai! Obrigado pelo arquivo. abraços Ivan (51)

Deixe o seu comentário