Excelente estreia no Campeonato de 1976/77

4 de Setembro de 1976. Começou da melhor forma o Campeonato para o Sporting. Com a estreia de Jimmy Hagan no banco e Keita (um africano do melhor que o seu Continente alguma vez produziu) em campo (para além de Conhé e Camilo), os leões receberam e bateram claramente o Benfica por 3-0. A equipa: Conhé; Inácio, Laranjeira, José Mendes e Da Costa; Vítor Gomes (Camilo), Fraguito e Baltazar; Manuel Fernandes, Manoel e Keita.

Alvalade registou uma assistência recorde que rendeu uma receita superior a 2.000 contos para os cofres do Sporting. A 1ª parte foi equilibrada, mas até foram os benfiquistas a desenhar os melhores lances fruto duma técnica muito apurada da maioria dos seus jogadores, mas com um défice de criação de situações de perigo gritante. O Sporting viveu mais de “explosões”, pondo não raras vezes em sentido a defensiva contrária.

No 2º tempo as coisas mudaram. Os leões entraram na firme disposição de agora serem eles a mandar claramente no desafio, o que na verdade aconteceu. Estava decorrida exatamente uma hora de jogo quando o Sporting abriu o ativo. Na sequência dum livre nas imediações da área benfiquista, Laranjeira rematou ao poste. Na recarga Keita atirou contra um adversário e na insistência Manuel Fernandes concretizou.

Um quarto-de-hora depois os verde e brancos subiram a parada num remate de longe e cheio de efeito do estreante Camilo – um golo verdadeiramente espetacular. A 5 minutos do fim o Sporting fez o 3-0 por Baltazar. O golo surgiu, tal como o 1º, na sequência dum livre. A bola foi parar da direita à meia esquerda onde apareceu Keita a rematar bem, mas ao poste, surgindo na recarga o médio esquerdo leonino a “assinar o ponto”.

Pode dizer-se que a superioridade fisico-atlética patenteada pelos homens do Sporting foi determinante nesta vitória. Laranjeira na defesa e Camilo no meio-campo foram os homens mais em foco, numa equipa que já parecia começar a moldar-se ao estilo do seu novo treinador.

Na cabina do Sporting vivia-se, alguns minutos depois do jogo terminar, um ambiente de natural alegria. Para Jimmy Hagan: “Foi um encontro difícil para ambas as equipas. O Benfica movimentou-se bem, com Toni sempre no comando das operações, e utilizando muita rapidez no ataque, mas a nossa defesa atuou muito bem. Apesar de tudo o Benfica não merecia perder por 3-0 mas os meus jogadores lutaram e conseguiram os golos (…) Nunca estou satisfeito. O Sporting pode e tem de fazer muito melhor, tem de ser mais rápido e trocar melhor a bola (…) O Keita é um bom jogador mas atuou muito parado devido à falta de treinos. Em boas condições físicas pode fazer muito melhor”.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário