Carlos Pereira

Carlos Eduardo da Silva Pereira nasceu a 23 de Fevereiro de 1949 em Lisboa. Chegou ao Sporting com apenas 13 anos e Travassos foi o seu 1º treinador lançando-o como defesa-esquerdo, posto que ocupou em toda a sua carreira de futebolista.

Após várias temporadas nas reservas estreou-se oficialmente pela equipa principal (com o técnico Ronnie Alen) logo no 1º jogo da temporada 1972/73 (10 de Setembro), nas Antas, para o Campeonato Nacional (vitória por 1-0). Fez quase toda a época como titular (Hilário estava na sua última época e pouco jogou), contribuindo para o triunfo na Taça de Portugal.

Na época seguinte, sob o comando de Mário Lino (e Osvaldo Silva na final da Taça de Portugal), os leões tiveram uma prestação magnífica conquistando a “dobradinha”. Carlos Pereira esteve de novo em foco ao ser utilizado com enorme regularidade (38 presenças).

A sua última temporada em Alvalade foi a de 1974/75 na qual continuou a ser o defesa-esquerdo mais utilizado, mas a chegada dum brasileiro de muito bom nível (Da Costa) fê-lo perder o lugar e acabou por sair no final. Alinhou pela última vez de verde e branco na meia-final da Taça de Portugal jogada no Bessa a 29 de Maio de 1975 (derrota por 1-0).

Esteve um total de 3 épocas na equipa principal do Sporting tendo realizado 84 jogos oficiais (sem golos marcados). Ganhou 1 Campeonato Nacional e duas Taças de Portugal.

Após abandonar Alvalade esteve no Estoril duas épocas, passando depois para o Belenenses onde permaneceu 5 anos, acabando lá a carreira de futebolista e iniciando a de treinador. Nestas novas funções passou mais tarde pelo Alverca (na 2ª divisão). Em meados da década de 90 esteve nas camadas jovens do Sporting, retornando depois a Alverca (já no 1º escalão). Na 1ª década deste século foi adjunto de Paulo Bento, cerca de 4 anos, no comando da equipa principal do Futebol leonino.

Por curiosidade refira-se que Carlos Pereira é irmão de Aurélio Pereira (líder da prospeção nas camadas jovens sportinguistas) e pai da cantora Rita Redshoes.

Recebeu o Prémio Stromp em 2008.

Post to Twitter

Comments (1)

 

  1. Carlos Alberto says:

    Acabo de fazer o meu banho de imersão para recuperar do cansaço do passeio. Que foi óptimo, pelo de bons companheiros que foram.
    Temos de fazer mais passeios.
    Um abraço
    Carlos Alberto

Deixe o seu comentário