Manuel Fernandes

Manuel José Tavares Fernandes nasceu a 5 de Junho de 1951 em Sarilhos Pequenos. Desde muito novo apaixonado pelo Sporting começou aos 16 anos no clube da sua terra, o Sarinhense. Um ano mais tarde passou para a CUF. Tornou-se rapidamente uma das grandes revelações do futebol português e logo surgiram convites de vários quadrantes, mas optou pelo coração, ou seja, pelo Sporting (apesar de ter propostas mais altas), lembrando-se da premonição da mãe que lhe dissera em tempos que haveria de jogar em Alvalade no clube de toda a família.

Chegou no início da temporada 1975/76 com a espinhosa tarefa de substituir Yazalde. Saiu-se a contento, pois logo aí apontou 30 golos. Com a chegada ao clube de avançados como Keita, Manoel ou Jordão, passou a jogar em posições um pouco mais recuadas mas nunca perdeu o sentido do golo, tanto mais que em 12 épocas (8 das quais como capitão) no Sporting marcou 257 golos em jogos oficiais, sendo o 2º melhor marcador da História do clube, só superado pelo inigualável Peyroteo.

A par de Liedson é o 2º futebolista do Sporting que em mais épocas foi o melhor marcador da equipa (7), também aqui apenas superado por Peyroteo (12).

Para além disso é o 3º futebolista leonino de sempre com mais presenças em jogos oficiais (433), o 2º (a par de Lourenço) com mais golos nas competições europeias (18), o 3º com mais golos no Campeonato Nacional (191), o 2º com mais golos na Taça de Portugal (45) e o 2º com mais golos na Supertaça (3).

Em Alvalade ganhou 2 Campeonatos Nacionais, duas Taças de Portugal e uma Supertaça, sagrando-se melhor marcador do Campeonato de 1985/86 com 30 golos.

Formou uma das duplas mais famosas de sempre com o seu amigo Jordão, tendo saído de Alvalade por decisão do técnico inglês Keith Burkinshaw, ao qual foi dado inexplicavelmente poder para “arrumar” com uma das maiores glórias do clube, que ainda cintilaria em Setúbal…

A 14 de Dezembro de 1986 marcou 4 golos nos 7-1 do Sporting ao Benfica, a maior goleada de sempre entre os rivais (em jogos oficiais) e a sua mais brilhante de inúmeras tardes e noites de glória.

Foi internacional português por 31 vezes apontando 7 golos.

Após deixar de jogar chegou a ser adjunto do Sporting no tempo de Bobby Robson. Dessa equipa técnica fez também parte José Mourinho (por iniciativa de Manuel Fernandes, que via no jovem aspirante a técnico grandes capacidades). Em 2001 cumpriu finalmente o desejo de ser o principal responsável pela equipa leonina. Apesar de ter entrado a meio da temporada ainda foi a tempo de vencer a Supertaça, um título que sentiu com grande emoção.

Hoje em dia é uma das principais reservas morais do Sporting, clube pelo qual voltou a passar (para o staff do Futebol, e com funções pouco definidas e claras) entre 2011 e 2013. Depois fez parte do scouting leonino. Frontal, nunca teve pejo em assumir-se como sportinguista de corpo inteiro, facto só ultrapassado pelo seu enorme profissionalismo, fosse como futebolista ou treinador de outros clubes.

O seu filho, Tiago Fernandes, também já esteve em destaque como treinador da formação leonina e chegou mesmo a orientar interinamente a equipa principal (com bons resultados).

GOLOS de MANUEL FERNANDES ao serviço do SPORTING
ÉPOCA TC TT TU CN TP ST TOTAL
1975/76 - - 4 26 0 - 30
1976/77 - - - 21 1 - 22
1977/78 - - 1 14 9 - 24
1978/79 - 0 - 10 3 - 13
1979/80 - - 0 10 8 - 18
1980/81 0 - - 10 0 0 10
1981/82 - - 3 15 3 - 21
1982/83 2 - - 6 3 3 14
1983/84 - - 1 17 6 - 24
1984/85 - - 2 16 0 - 18
1985/86 - - 3 30 6 - 39
1986/87 - - 2 16 6 - 24
Total 2 0 16 191 45 3 257


MANUEL FERNANDES como TREINADOR do SPORTING
ÉPOCA J V E D GM GS % TÍTULOS
2000/01 21 11 3 7 33 23 59,5% ST

Post to Twitter

Deixe o seu comentário