Fernando Mendes

Fernando Mamede Mendes nasceu a 15 de Junho de 1937 em Terrozelo – Seia. Apaixonado pelo Futebol desde tenra idade, foi aos 10 anos para Lisboa, onde entre os 11 e os 15 estudou na escola Veiga Beirão, onde praticava Voleibol. Com os colegas, organizava, no entanto, campeonatos de Futebol no campo do Lisbonenses e já nessa altura era a “estrela da companhia”. O seu irmão mais velho, António, falou no Sporting (onde era junior) da grande habilidade de Fernando para o “desporto rei” e não tardou muito para que ele fosse aceite em Alvalade – corria o ano de 1953.

Estreou-se oficialmente (com o técnico Abel Picabêa) na equipa principal a 10 de Fevereiro de 1957 num Sporting-Atlético CP (3-0) para o Campeonato Nacional, iniciando aí um percurso de 12 épocas no clube com presença em 225 jogos e 2 golos marcados. Conquistou uma Taça das Taças, 3 Campeonatos Nacionais e uma Taça de Portugal.

Em 1958/59 (com Enrique Fernández e Mário Imbelloni) assumiu a titularidade, e nessa mesma época, a 29 de Outubro frente ao Standard Liège (2-3 para a Taça dos Campeões Europeus), marcou o 1º golo.

A vitória na competição europeia, em 1964, foi o seu maior marco de glória, até porque capitaneava a equipa e foi totalista nessa verdadeira epopeia.

Possuía verdadeiras qualidades de líder, a sua presença em campo sempre foi um valor acrescido para a equipa. Jogou no Sporting até 67/68, altura na qual muito fustigado por lesões e já sem o rendimento de outros tempos se transferiu para o Atlético CP. Fez o último jogo a 21 de Abril de 1968 frente ao Barreirense (3-0). Construiu uma carreira de grande notabilidade como médio direito, sendo 21 vezes internacional A.

Mais tarde tornou-se treinador, e chegou a técnico principal da equipa do Sporting pela 1ª vez à 11ª jornada do Campeonato da temporada 1979/80 em substituição de Rodrigues Dias. Aí mostrou boas capacidades, conseguindo formar um conjunto muito coeso e solidário que se viria a tornar Campeão Nacional. A meio da época seguinte, e quando as coisas corriam mal, foi substituído. Andou então pelas camadas jovens, mas voltaria como técnico principal em 1995/96 e 2000/01 (sempre como solução interina de curto prazo), para além de ter sido adjunto do inglês Keith Burkinshaw em 1987/88.

Para sempre será alguém muito respeitado no Sporting, em cujo departamento de Futebol já assumiu variadas funções.

Morreu a 31 de Março de 2016.

FERNANDO MENDES como treinador do SPORTING
ÉPOCA J V E D GM GS % TÍTULOS
1979/80 27 21 5 1 60 13 87% CN
1980/81 17 5 6 6 25 21 47,1%
1995/96 6 2 3 1 12 7 58,3%
2000/01 7 4 2 1 14 8 71,4%
TOTAL 57 32 16 9 111 49 70,2% CN

Post to Twitter

Deixe o seu comentário