Ademar – Um bom “produto” das escolas leoninas

Ademar Moreira Marques nasceu a 4 de Março de 1959 em Lisboa. Surgiu para o futebol no Sporting onde passou por todos os escalões de formação e em todos eles chegou à internacionalização.

Estreou-se oficialmente (sob a “batuta” de Rodrigues Dias) pelos seniores a 5 de Março de 1978 (19 anos acabados de fazer) numa receção ao Benfica para a Taça de Portugal (3-1). Nessa 1ª temporada ainda realizou 13 jogos contribuindo para o triunfo na Taça de Portugal e tornando-se uma grande promessa do futebol sportinguista.

Na temporada seguinte, com o técnico Milorad Pavic, foi aposta continuada (31 jogos) no lado direito do meio campo, apesar da sua juventude. Marcou pela 1ª vez a 3 de Junho de 1979 na Madeira, frente ao Marítimo (triunfo por 3-2). Em 1979/80 foi campeão numa equipa onde era peça fundamental da linha média, constituindo com Fraguito e Marinho um grupo de jogadores nucleares (de trabalho) que abriam “espaço” para o génio dos atacantes (Manuel Fernandes, Manoel e Jordão).

Depois de uma temporada de 1980/81 onde voltou a ser dos mais utilizados da equipa (marcando 4 golos), “repetiu a dose” em 1982, com Allison  - desta vez com a companhia de Virgílio e Nogueira no meio campo, numa equipa que fez a “dobradinha”. Com a chegada de Festas e Kostov no Verão de 1982, Ademar perdeu espaço na equipa. Ainda assim realizou 23 jogos, tendo marcado o último golo (que valeu o triunfo sobre o Vitória de Setúbal), a 16 de Abril. O seu último jogo de “leão ao peito” foi um Sporting-Vitória de Guimarães (1-0) a 5 de Junho de 1983.

Esteve um total de 6 épocas na equipa principal do Sporting, pela qual realizou 165 jogos e marcou 10 golos. Ganhou 2 Campeonatos Nacionais, duas Taças de Portugal e uma Supertaça. Deixou a imagem de um centrocampista de bom nível, com técnica, garra e polivalência (não foi raro jogar também noutras posições, sobretudo a defesa-direito)

De Alvalade saiu para o Marítimo onde permaneceu apenas uma época, o mesmo acontecendo posteriormente no FC Porto, Belenenses e Vitória de Setúbal (onde reencontrou Allison). Em 1987/88 “assentou arraiais” no Sporting Farense onde foi um jogador marcante na História do clube, no qual se manteve 6 temporadas – até ao final da carreira.

Foi duas vezes internacional A, e, abandonado o futebol, dedicou-se à criação de cavalos em Faro.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário