Péridis – Médio de ataque tecnicista

José Péridis nasceu a 18 de Abril de 1935 em Tete – Moçambique. Filho dum cidadão grego radicado em África, veio para Portugal rumo à Académica onde começou ainda nos juniores.

Chegou ao Sporting no Verão de 1956. Estreou-se oficialmente a 11 de Setembro (com Abel Picabêa) num Sporting-Académica (1-3) para a 1ª jornada do Campeonato Nacional. Um mês e meio depois marcou o 1º golo, em Caldas (7-1). Teve uma 1ª temporada fantástica (a nível individual) no clube, sendo dos jogadores mais utilizados a par de Martins (30 jogos).

Curiosamente, no ano seguinte (agora com o técnico Enrique Fernández) baixou muito de produção, jogando pouquíssimo, mas, ainda assim, festejando o título nacional. Em 1958/59 voltou a jogar pouco, o mesmo acontecendo na época seguinte, o que provocou o seu empréstimo ao Sporting da Covilhã por uma temporada.

Regressado para 1961/62 foi peça fundamental na equipa de Juca que conquistou o título nacional. Esteve ainda mais 2 anos no Sporting, destacando-se o seu contributo na finalíssima da Taça das Taças (15 de Maio de 1964), onde realizou uma excelente exibição, ajudando o Sporting a conquistar o troféu mais importante da sua História futebolística. Curiosamente, esse foi o seu último jogo de “leão ao peito”. O golo derradeiro marcara-o na goleada recorde frente ao Apoel Nicosia (16-1) a 13 de Novembro de 1963.

Esteve um total de 7 épocas no Sporting. Realizou 126 jogos oficiais e marcou 9 golos. Ganhou uma Taça das Taças, 2 Campeonatos Nacionais e uma Taça de Portugal. Foi um médio ofensivo polivalente, com excelente técnica e visão de jogo.

Depois passou pelo Benfica (onde voltou a ser campeão) e terminou a carreira em 1967 na Sanjoanense. Foi duas vezes internacional A (ambas quando estava no Sporting).

Post to Twitter

Deixe o seu comentário