2022 – Ténis de Mesa conquistou a Taça de Portugal pela 33ª vez!

9 de Janeiro de 2022. Centro Cultural de Viana do Castelo. A equipa de Ténis de Mesa do Sporting conquistou a Taça de Portugal pela 33ª vez.  Tudo começou no dia anterior quando o Sporting CP – com Bode Abiodun, Diogo Carvalho e Diogo Silva na equipa e com Chen Shi Chao como treinador – entrou para a fase final com um triunfo por 3-0 sobre o GD Toledos. No mesmo dia, nos quartos-de-final, nova vitória por 3-0, desta feita sobre o ADC Ponta do Pargo, mas com bastante mais dificuldade do que a anterior. Na manhã deste domingo, o adversário nas meias-finais foi a AR Novelense, sendo que o resultado voltou a fixar-se nos 3-0 para o Sporting CP de forma relativamente tranquila. Na final, o adversário do Sporting CP foi o GDCS Juncal, formação dos Açores, mas o resultado foi o de sempre: 3-0. Ainda assim, a tarefa foi a mais complicada de todas (tal como esperado). A abrir, Diogo Carvalho adiantou-se com 2-0 sobre José Magalhães, que respondeu e chegou ao 2-2. Por fim, o Leão conseguiu vencer por 11-7 e chegou ao 3-2, colocando o Sporting CP na frente. Seguiu-se Bode Abiodun contra Kirill Shvets. O russo adiantou-se com um 7-11, mas o nigeriano verde e branco conseguiu a reviravolta com 11-4 e 11-7. Kirill Shvets fez o 2-2 e, na ‘negra’, Bode Abiodun foi mais forte (12-10). 2-0 para o Sporting CP. O terceiro e último encontro foi o de pares, com Bode Abiodun e Diogo Silva a defrontarem José Magalhães e Konstantin Chernov. O resultado final fixou-se nos 3-1, tendo sido o duelo...

2020 – 8ª Taça de Portugal em Futsal com goleada ao Braga!

29 de Dezembro de 2020. A equipa de Futsal do Sporting CP conquistou a sua 3ª Taça de Portugal consecutiva (8ª no total), referente ainda à temporada 2019/20 e que só se realizou agora (na Arena de Matosinhos) devido aos imprevistos causados pela COVID19. Depois de ter derrotado na meia-final dos Leões de Porto Salvo por 5-1 (com golos de Cavinato3, Erick e Alex Merlim), os sportinguistas golearam na final o Sp. Braga por 7-1. A equipa: Guitta; João Matos, Erick Mendonça, Pauleta e Alex Merlim. Os leões contaram ainda com Gonçalo Portugal, Mamadú Ture, Diogo Santos, Diego Cavinato, Pany Varela, Zicky Té, Cardinal, Tayan da Silva e Rocha. Os leões controlaram toda a partida, com o Braga a surgir de início fechado atrás tentando o contra-ataque. Aos 6 minutos veio o 1º golo com Erick a recuperar a bola no meio-campo defensivo e a lançar o contra-ataque, combinando com Pauleta para este abrir o marcador. No minuto seguinte, numa jogada de insistência, Pany Varela bateu Leandro Costa – que entrou alguns minutos para substituir Vitor Hugo, que necessitou de assistência. Aos 11 minutos veio o 3-0 com o inevitável Cavinato a aparecer no sítio certo. O Braga subiu no terreno e obrigou o Sporting a cometer alguns erros mas, ainda assim, a gerir bem o jogo até ao intervalo. A 2ª parte começou mais equilibrada. Os minhotos chegaram ao golo aos 25 minutos, de penalty, por Bruno Cintra. O Sporting respondeu de imediato, e Pauleta fez o 4-1 aos 32 minutos com um grande pontapé descaído na ala direita. Nessa altura Bruno Guimarães lançou Bruno Cintra como guarda-redes...

Grande espetáculo frente ao velho rival para a Taça

21 de Novembro de 2015. Grande noite de futebol em Alvalade para os 1/16 final da Taça de Portugal. O 3º Sporting-Benfica da temporada era esperado com enorme expetativa depois de 2 triunfos leoninos nas partidas anteriores. O Sporting aproveitou a partida para homenagear Fernando Peyroteo, e toda a equipa jogou com o nome do melhor goleador de sempre nas costas. A equipa: Rui Patrício; João Pereira, Paulo Oliveira, Ewerton (Tobias Figueiredo 99) e Jefferson (Ricardo Esgaio 93); William Carvalho; João Mário, Adrien e Bryan Ruiz; Fredy Montero (Gelson Martins 46) e Slimani. Logo aos 4 minutos o Sporting esteve muito perto do golo com uma cabeçada de Slimani ao poste após cruzamento de Bryan Ruiz. 2 minutos depois o Benfica marcou por Mitroglou com um remate seco à entrada da área após um ataque rápido da sua equipa. A perder o Sporting procurou reagir. Sempre por cima do jogo os leões tinham problemas em criar oportunidades de golo. Aos 31 minutos João Mário cruzou e Julio César defendeu contra Slimani com a bola a sair por cima. Aos 38 remate fortíssimo de Jefferson e boa defesa de Júlio César. Mesmo no final do 1º tempo, já em tempo de descontos, muito bem Slimani na insistência e Adrien a rematar da melhor forma fazendo um belo golo – era o 1-1. Na 2ª parte o Sporting voltou a entrar por cima do adversário, mas de novo com dificuldades em criar chances de golo, isto porque o Benfica jogou também com grande arreganho e muito boa organização defensiva. Aos 62 minutos Gaitán tentou cavar um penalty mas o árbitro Jorge...

2019 – Vencemos a Taça de Portugal feminina de Râguebi!

16 de Novembro de 2019. A equipa feminina de Râguebi do Sporting Clube de Portugal venceu nesse sábado a Taça de Portugal (em Tens), depois de derrotar o SL Benfica por 28-5 na final da competição. A equipa: 1. Filipa Gavinho, 2. Inês Marques, 3. Joana Morgado, 5. Ana Raquel, 6. Isabel Ozório, 7. Francisca Baptista, 11. Catarina Pargana, 15. Josefa Gabriel, 16. Leazalea Te Iringa, 18. Maria Heitor, 19. Ana Freire, 20. Katia Delgado, 21. Marcela Máximo, 22. Teresa Guégués, 24. Tânia Semedo, 25. Larissa Lima, 27. Beatriz Teixeira, 34. Marta Pedro, 36. Constança Serra, 38. Daniela Correia, 39. Antónia Braga, 40. Alice Silva. Antes disso, as leoas tinham levado a melhor sobre o Sport CP (41-0) nos quartos-de-final e o Belas RC/CR São Miguel (43-0) nas meias-finais. Pedro Leal (o treinador) mostrou-se, por isso, satisfeito com a equipa: “É um grande orgulho treiná-las. Não é fácil vir de um jogo tão exigente, que se jogou na Corunha e depois de uma viagem de regresso de 8 horas, mas elas foram incríveis hoje. Fizeram tudo bem (…) Portaram-se muito bem em todos os jogos e na final dominaram do início ao fim. Pelo que fizeram o resultado podia ter sido melhor, mas foi bom. Estão de...

2005 – Taça de Portugal, a 1ª conquista do Horseball

12 de Novembro de 2005. Ao derrotar a equipa do Cascais Horseball por 6-4, o Sporting/CEJC conquistou o seu 1º título na modalidade, a Taça de Portugal, depois de na meia-final (no dia anterior) ter vencido o Clube Horseball de Alenquer por 7-6 (com a equipa derrotada a fazer uma grande recuperação na parte final da partida). 5.000 pessoas estiveram na Golegã em ambiente de grande entusiasmo num jogo disputadíssimo e com a vantagem no marcador a variar muito entre as duas formações. A equipa verde e branca alinhou com os seguintes jogadores: João Tiago Ribas (cap – no “Tsunami”), João Pedro Cardiga (no “Sunshine”), Miguel Fontão de Carvalho (no “Qeconchita”), Bruno Antunes (no “Avant Courreur”), Marta Tavares (na Oposta de Foja) e João Caldeira (no “Samba”). O Sporting e a Escola de Equitação João Cardiga ficaram de parabéns. Para o treinador, André Ponces de Carvalho,: “Foi um triunfo muito apetitoso porque foi o nosso 1º título, coroando os nossos 2 primeiros anos de...

Bela vitória no Dragão no caminho para a conquista da Taça

18 de Outubro de 2014. Grande expetativa rodeava o Porto-Sporting dessa tarde para a Taça de Portugal. O clima de algum confronto entre os clubes mais acicatava a já tradicional imensa rivalidade. Perante um estádio praticamente cheio, e com uma boa presença de sportinguistas, Marco Silva apresentou a seguinte equipa: Rui Patrício; Cédric, Paulo Oliveira, Maurício e Jonathan Silva; William Carvalho, João Mário (Oriol Rosell 85) e Adrien; Nani, Fredy Montero (Slimani 70) e Diego Capel (André Carrillo 77). O jogo começou com uma grande oportunidade dos leões – belo remate de Nani no poste. Logo a seguir o Porto reagiu e “cheirou” o golo numa jogada entre Jackson e Adrián. Aos 12, remate forte de Quintero a rasar a trave. A partida decorria com algum domínio do Porto, mas pouco a pouco o Sporting foi assentando jogo e roubando a iniciativa ao adversário. Aos 31 minutos, cruzamento de Jonathan e emenda desastrada de Marcano para a própria baliza – estava inaugurado o marcador. O Sporting nem pôde saborear a vantagem, pois aos 34 minutos uma excelente abertura de Quintero encontrou Jackson Martínez muito bem posicionado – o colombiano concluiu com muita classe por sobre Rui Patrício… Numa fase “louca” da partida, aos 38 minutos, Montero aproveitou muito bem uma hesitação da defensiva contrária e tocou de cabeça para Nani, que rematou seco e colocado fazendo um golaço – era o 1-2. Até ao intervalo nada de relevante aconteceu e o descanso chegou com a vantagem leonina numa 1ª parte disputadíssima. Na 2ª parte as caraterísticas do jogo não mudaram, com um Sporting muito personalizado e o Porto sempre...

2020 – Ganhámos a Taça de Portugal de Basquetebol pela 6ª vez!

8 de Outubro de 2020. O Sporting conquistou, esta quinta-feira, a edição 2019/2020 da Taça de Portugal em Basquetebol (pela 6ª vez, sendo que a última tinha acontecido em 1980!), após a vitória por 87-78 sobre o FC Porto, na final realizada no Pavilhão Multiusos de Odivelas. Foi o 1º título dos leões desde a reativação do Basquetebol, que aconteceu precisamente na época que agora termina. Os leões, cujo 5 inicial foi: Shakir Smith, James Ellisor (capitão), Travante Williams, João Fernandes e John Fields, entraram a marcar, mas foi o FC Porto a assumir a vantagem no marcador desde os instantes iniciais, chegando ao final do 1º período a vencer por 27-24. A equipa orientada por Moncho López manteve sempre a dianteira no 2º período apesar de ter perdido o parcial (17-18). Os dragões chegaram ao intervalo a vencer, mas já com aproximação leonina (com John Fields em destaque) no marcador (44-42). Na entrada para os últimos 20 minutos, os comandados de Luís Magalhães conseguiram finalmente igualar as contas a 44 pontos. Após alguma alternância no marcador, um parcial de 8-0 valeu a reviravolta definitiva dos verde e brancos (de 51-50 para 51-58). O  3º período (onde James Ellisor esteve muito inspirado) teve um parcial de 9-18 e chegou com 60-53 no marcador a favor do Sporting. Essa vantagem nunca mais nos fugiu. No último período, com James Ellisor e Francisco Amiel em grande, os leões chegaram a estar a vencer por 12 pontos de diferença (76-64), aos 36 minutos de jogo. O parcial final voltou a ser favorável ao Sporting, 27-25, que confirmou o título. Com 24 pontos, James Ellisor...

1955 – 1ª Taça de Portugal para o palmarés do Basquetebol leonino

1 de Agosto de 1955. Contando por vitórias os jogos disputados, o Sporting conquistou pela 1ª vez a Taça de Portugal em Basquetebol, depois da vitória no Campeonato Nacional no ano anterior. Na 2ª e decisiva mão da final, os leões cilindraram o Barreirense por 73-39 (já tinham ganho o 1º jogo por 51-49 no Barreiro). A exibição dos atletas de verde vestidos teve períodos de extraordinário fulgor. No jornal “Mundo Desportivo” referiu-se mesmo que: “Não nos lembramos de, a nível nacional, ter visto jogar Basquetebol como o Sporting jogou neste jogo” Este partida foi realizada no campo de jogos anexo à sede do Sporting. O recinto transbordou de assistência e este foi um dos desafios mais bem jogados da época, sobretudo pelo Sporting, que mostrou uma excelente forma. Não houve apenas um jogo, mas sim uma demonstração de desportivismo, amizade e camaradagem não obstante o ardor com que os atletas disputaram a partida. O Sporting ganhou com mérito e sem discussão, jogando com: Fonte Santa (23), Garranha (18), Fernando Vaz (13), Abílio Ascenso (2), Lenine (7) e Almeida. Ao intervalo os leões já venciam por 38-22. A equipa lisboeta foi muito mais rápida e incisiva. Terminado o encontro as duas equipas alinharam no meio do terreno para receberem as medalhas comemorativas, cuja distribuição foi feita por membros da comissão administrativa da Federação Portuguesa de Basquetebol. O capitão do Sporting -Fernando Vaz, recebeu também a miniatura da Taça que foi a seguir entregar a Góis Mota, presidente da direção. Seguiu-se uma volta ao campo sob constantes aplausos da assistência e dos próprios...

1976 – Conquista da Taça de Portugal e 1ª “dobradinha” para o Basquetebol

31 de Julho de 1976. Uma semana depois de se ter sagrado Campeão Nacional, o Sporting ganhou a Taça de Portugal de Basquetebol (pela 3ª vez) ao bater na final o FC Porto por 104-64. Pela 1ª vez na sua História, o Sporting conquistava a “dobradinha” na modalidade. A partida disputou-se em Coimbra no pavilhão do Estádio Universitário. O Sporting jogou com: Nélson Serra (4), Roque (4), Quim Neves (14), Carlos Sousa (6), Tó Mané, Sobreiro (3), Rui Pinheiro (21), Mário Albuquerque (23), José Carlos (27) e Ventura. O conjunto verde e branco controlou o jogo desde o princípio tirando partido das tabelas de Quim Neves e dos lançamentos de meia distância de Rui Pinheiro (num momento de forma magnífico). Ao intervalo o Sporting já vencia por 51-38. Na 2ª parte o domínio leonino manteve-se, dando tempo para rodar elementos menos utilizados. Entre os sportinguistas, Rui Pinheiro (na foto), Mário Albuquerque, José Carlos e Quim Neves foram os homens mais em destaque. Com uma extraordinário conjunto que juntou uma “geração de ouro” da formação sportinguista, algumas aquisições bem urdidas e jogadores vindos de Moçambique (oriundos dum histórico conjunto do Sporting de Lourenço Marques, que fora campeão nacional em 1971 e 1973), o Sporting era de facto a melhor equipa portuguesa de...

1975 – 3ª Taça de Portugal para o Andebol, com Carlos Silva e João Manuel em foco

12 de Julho de 1975. Nesse dia, no Pavilhão dos Desportos em Lisboa, o Sporting obteve uma vitória difícil mas merecida por 20-18 frente ao Benfica na final da Taça de Portugal de Andebol. Os leões conseguiram a sua 3ª vitória na competição, A equipa verde e branca começou a partida de forma fulgurante chegando a 8-2! João Manuel (um caso sério nos remates em suspensão) marcava golos em série, mas pouco a pouco os benfiquistas foram-se aproximando. Ainda assim o intervalo chegou com 14-10 para o Sporting. A certa altura da 2ª parte surgiu o caso do jogo quando o benfiquista Franco agrediu Brito a soco. O público afeto ao Sporting reagiu tentando vingar-se do jogador da equipa adversária cujo técnico, e muito bem, não o voltou a pôr em campo e o jogo esteve interrompido alguns minutos para que Brito fosse assistido. Os dirigentes e seccionistas do Sporting iam, no entretanto, tentando acalmar o público. Nos últimos minutos o Benfica conseguiu aproximar-se, acabando a margem final de 2 golos por ser enganadora face à superioridade patenteada pelos leões durante toda a partida. O guarda-redes Carlos Silva fez uma exibição extraordinária tal como Sacadura. João Manuel mostrou grande facilidade de remate e o capitão Brito “orientou” sempre muito bem a equipa. Mesmo sem poder contar com 3 dos seus principais elementos (Manuel Marques, Carlos Correia e Alfredo Pinheiro) os leões (orientados por Matos Moura) obtiveram um valoroso triunfo. Alinharam: Carlos Silva, Perrolas (1), Sacadura (1), João Manuel (8), Fernando Jorge (2), Adão (1), Brito (2) e Vasconcelos (5). Carlos Silva afirmou no final: “O Sporting ganhou bem, e eu estive...
Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.