8º triunfo na Taça de Honra de Futebol com golo de Lourenço

7 de Março de 1971. A Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa teve o seu período áureo na sua fase inicial, entre 1915 e 1922, fase na qual o Sporting foi o clube que mais vitórias conseguiu – 3, coincidindo com as 3 primeiras edições.

Em 1947 houve uma edição esporádica (e com moldes pouco habituais – em poule) que os leões conquistaram, e a partir de 1959 a prova regressou de forma regular ao calendário associativo. Depois de vencer em 1961, 1963 e 1965, o Sporting voltou a cantar vitória. Após ter batido o Atlético CP por 3-1 na meia-final, o Sporting derrotou na partida decisiva o Belenenses, no Estádio Alvalade, por 1-0. Fernando Vaz escalou a seguinte equipa: Damas; Pedro Gomes (Laranjeira), Caló, José Carlos e Celestino; Alexandre Baptista, Gonçalves (Pedras) e Dinis; Marinho, Lourenço e Nélson.

O jogo foi disputado com muita lentidão e demasiadas picardias. Muito dos jogadores presentes encararam a partida com algum desinteresse e a exibição de ambas as equipas foi muito pobre. Ainda assim, embora as equipas alinhassem num clássico 4-3-3, o do Sporting era claramente voltado para o ataque, enquanto o Belenenses procurava, antes de mais, resguardar a sua baliza. Apesar de tudo o intervalo chegou sem que se tivesse visto futebol que merecesse esse nome…

Quando se esperava alguma melhoria para 2ª parte, isso não aconteceu. O futebol jogado continuou a ser muito pobre. Salvou-se o único golo da partida, que proporcionou a conquista do troféu ao Sporting, apontado por Lourenço (foto de arquivo), de recarga, já na parte final da contenda.

Apesar de alguma satisfação na cabina, os atletas e responsáveis do Sporting não estavam propriamente eufóricos. A exibição tinha sido pobre mas salvara-se a vitória. Para o técnico Fernando Vaz: “As equipas não estão preparadas para jogar futebol em 2 dias seguidos. Esta é uma atenuante à fraca prestação dos conjuntos. Consumiram-se muitas energias e os jogadores, fatigados, acabam por pensar mais na vitória que na exibição. O nosso triunfo foi muito valorizado pela grande aplicação do adversário, que pratica um futebol muito atlético”.

Post to Twitter

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Confirm that you are not a bot - select a man with raised hand:

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.