2001 – “Banho de bola” ao Benfica no último derby de “El Matador”

29 de Abril de 2001. Com Sporting e Benfica já afastados do título, as duas equipas defrontaram-se em Alvalade no grande derby das velhas emoções. Pela equipa técnica leonina já haviam passado Inácio e Fernando Mendes. Agora era a vez do histórico Manuel Fernandes. Os encarnados ainda buscavam um lugar da Europa (que falhariam pela 1ª vez) enquanto os sportinguistas tentavam chegar o mais alto possível, se bem que fazer melhor que o 3º lugar já fosse quase impossível.

A equipa: Schmeichel; César Prates, André Cruz, Phil Babb e Rui Jorge; Beto (Hugo) e Paulo Bento; Sá Pinto (Horvath), João Pinto (Rodrigo Fabri) e Pedro Barbosa; Acosta.

Manuel Fernandes surpreendeu ao colocar Beto na posição de trinco – um lugar que não lhe era totalmente desconhecido, mas que raramente fizera. O jogo foi uma autêntica gala de futebol atacante dos leões, que entraram de rompante na partida. O 1º golo surgiu logo aos 2 minutos, o que ajudou (e muito) a que os verde e brancos embalassem para uma exibição tremenda. O dito resultou duma combinação entre João Pinto (passe de calcanhar) e Sá Pinto. Este rematou, Bossio defendeu para a frente e Acosta (a fazer o seu último derby) surgiu de rompante a faturar.

Logo a seguir Sá Pinto e João Pinto estiveram pertíssimo de voltar a marcar, enquanto o Benfica se mostrava algo atónito face ao caudal ofensivo dos leões. Aos 22 minutos surgiu finalmente o 2-0. Rui Jorge centrou de forma perfeita e Pedro Barbosa cabeceou irrepreensivelmente. Até ao intervalo, César Prates e Acosta poderiam ter aumentado o marcador.

O Sporting voltou a entrar em grande para o 2º tempo. Acosta por duas vezes e Paulo Bento estiveram quase a marcar, até que, aos 58 minutos, surgiu um golo magistral. A jogada resultou dum centro de Rui Jorge para a área encarnada. Os benfiquistas rechaçaram, mas Beto “tomou conta da bola”, fintou um adversário a disparou um petardo fazendo um verdadeiro golaço.

Até final João Pinto ainda atirou ao poste, tendo o Sporting exercido um contínuo pressing que asfixiou o adversário. Os leões realizaram indiscutivelmente a sua melhor exibição da época, remetendo o Benfica a um papel secundaríssimo no derby eterno.

A opinião de Beto Acosta no final: “Estou muito feliz pela vitória porque a equipa necessitava dum triunfo para levantar a moral. Podíamos ter ganho por mais, mas 3 golos num derby já é muito bom. A vitória vai para os adeptos, que a mereceram. Ainda não fui contactado para continuar, e como já não tenho 20 anos tenho de tratar da minha vida. Sempre fui bem tratado no Sporting, posso dizer que foram os melhores dois anos e meio da minha carreira. Fico feliz por ter marcado no meu último derby no futebol português. Foi uma despedida muito positiva para mim. Penso que este é o momento ideal para me despedir”.

video

Post to Twitter

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Confirm that you are not a bot - select a man with raised hand:

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.