Excelente triunfo na Luz com Matheus Nunes a “encher o campo”!

3 de Dezembro de 2021. 13ª jornada do Campeonato Nacional. Numa prova super-competitiva entre os 3 grandes, com FC Porto e Sporting empatados na frente e o Benfica a 1 ponto, e já depois de saber da vitória dos portistas em Portimão, o Sporting foi à Luz sem duas das suas principais figuras, verdadeiras “traves mestras” do processo defensivo, Coates (com COVID) e João Palhinha (lesionado).

Rúben Amorim apresentou a seguinte equipa: Adán; Neto, Gonçalo Inácio e Feddal (Ricardo Esgaio 55); Pedro Porro, Ugarte (Daniel Bragança (90+3), Matheus Nunes e Matheus Reis; Pote (Nuno Santos 90+3), Paulinho e Sarabia (Tiago Tomás 83).

Os leões viram logo nos instantes iniciais 2 jogadores amarelados por Artur Soares Dias (Feddal e Paulinho), mas isso não condicionou a equipa, que começou melhor, mais empreendedora que o adversário. Aos 8 minutos, belíssima jogada sobre a direita com Pote a levantar com toda a intenção para Sarabia que rematou sem deixar a bola cair fazendo um golo de belo efeito – 0-1.

O Benfica criou depois uns lampejos, com Adán a mostrar segurança total. Aos 38 minutos Sarabia solicitou Pote que rematou colocadíssimo – Vlachodimos ainda tocou na bola que foi esbarrar no poste! Logo a seguir mais um belo lance de Pote que atirou por cima – com muito perigo.

Antes do intervalo mais uma grande jogada leonina com a bola a sobrar para Paulinho que rematou de primeira com o pé esquerdo para o fundo da baliza, mas o VAR anulou o golo por um fora-de-jogo de 60cm.

Logo nos primeiros minutos da 2ª parte Feddal ficou em dificuldades e entrou Ricardo Esgaio. Aos 60 minutos João Mário marcou um canto para Darwin cabecear na trave. Logo a seguir o mesmo João Mário rematou de forma perigosíssima para grande intervenção de Adán.

Aos 62 minutos minutos, assistência perfeita de Matheus Nunes para Paulinho que com uma frieza e categoria imensa levantou por cima de Vlachodimos fazendo o 0-2.

Aos 64 Rafa atirou na barra mas a jogada tinha começado com Yaremchuk em fora-de-jogo. Aos 68 mais uma bola nas costas da defesa benfiquista, corrida de Matheus Nunes e finalização impecável para o 0-3 – a partida parecia então decidida.

O Benfica não se rendeu apesar de muitos adeptos abandonarem o Estádio e de se ver lenços brancos para Jorge Jesus. Aos 82 minutos boa jogada encarnada com Yaremchuk a solicitar Darwin, que marcou. O VAR voltou a anular, desta vez por 6cm!

Aos 90+6 os benfiquistas conseguiram finalmente reduzir num golaço de Pizzi, que sobre a esquerda rematou ao poste mais distante – Adán lançou-se ainda tocou, mas não o suficiente para evitar que a bola entrasse na sua baliza. Antes do final Nuno Santos (recém-entrado) ainda solicitou Paulinho que falhou por pouco o 4º golo atirando ao lado.

O final chegou com uma extraordinária vitória do Sporting CP após uma exibição de muito bom nível. Individualmente, será de destacar a portentosa exibição de Matheus Nunes, a excelente resposta de Ugarte na substituição de Palhinha e o trio atacante – todos em grande plano!

O Sporting seguia assim ao lado do FC Porto, tendo aberto uma janela de 4 pontos para os benfiquistas.

Post to Twitter

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Confirm that you are not a bot - select a man with raised hand:

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.