O caso Sá Pinto

Março de 1997. No Estádio Nacional Sá Pinto agrediu o selecionador nacional Artur Jorge ao saber que não tinha sido convocado para a Seleção nacional que alinharia em Belfast, por eventuais atos de indisciplina divulgados pelo jornal Record e pela TSF.

Segundo constou, Sá Pinto deslocou-se ao Jamor depois de ter recebido um telefonema do Dr. Joseph Wilson para o fazer. Depois de lá chegar encontrou Artur Jorge que lhe disse: “O que estás aqui a fazer, filho da puta?”. Sá Pinto procurava saber de onde tinham vindo as notícias falsas de indisciplina que o ofenderam e que alguém revelara sob a capa do anonimato… Com semelhante receção, “perdeu a cabeça”. Rui Águas (adjunto do selecionador) também andou “metido ao barulho”, tentando depois agredir Sá Pinto apesar de não ter visto o que tinha acontecido antes. Por isso, já em Dezembro de 1997, Rui Águas foi punido pelo Conselho de Disciplina da FPF com uma suspensão de 90 dias e o pagamento de uma multa irrisória de 75 contos…

O caso fez correr muita tinta e Sá Pinto acabou por ser suspenso. Depois voltou aos relvados, para finalmente ser proibido de jogar futebol por um período superior a 1 ano. O ambiente no nosso pais tornou-se quase insuportável para aquele que era o jogador mais “adorado” pela torcida leonina. A Real Sociedad interessou-se então pelo jogador (apesar de saber que ele durante 1 ano só poderia treinar) e o Sporting acabou por o transacionar, numa opção que se concluiu ser a melhor para todas as partes.

Post to Twitter

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Confirm that you are not a bot - select a man with raised hand:

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.