2008 – 2ª vitória consecutiva na Taça de Portugal de Futebol (com Tiuí em foco)

18 de Maio de 2008. Neste dia realizou-se a final da Taça de Portugal de futebol entre o Sporting (de Paulo Bento – 2º na Liga portuguesa, garantindo acesso direto à Liga dos Campeões) e FC Porto (de Jesualdo Ferreira – campeão nacional com grande avanço sobre a concorrência).

Os leões alinharam com: Rui Patrício; Abel (Rodrigo Tiuí), Tonel, Anderson Polga e Grimi; Miguel Veloso; João Moutinho, Romagnoli e Izmailov (Pereirinha); Derlei (Gladstone) e Yannick Djaló.

À partida os portistas seriam favoritos pela excelente época realizada. Ainda por cima o Sporting não contava com o seu máximo goleador – Liedson, por lesão. Ainda assim o histórico mais recente entre as duas equipas era favorável ao Sporting, pelo que tudo seria possível.

O Sporting entrou bem no jogo pressionando muito à frente e criou cedo a 1ª grande oportunidade, com Yannick a assistir Derlei para excelente defesa de Nuno. Pouco depois, Izmailov e Derlei puseram de novo Nuno (o melhor em campo entre os nortenhos) à prova. A partir da meia hora o FC Porto equilibrou e Lisandro obrigou Rui Patrício à sua melhor intervenção da tarde negando o golo ao isolado argentino. Antes do intervalo Romagnoli obteve um golo perfeitamente legal – mal anulado por fora de jogo, e com esse tremendo sentimento de injustiça se chegou ao intervalo com um nulo.

A 2ª parte foi mais dividida. Depois de muito tempo com um critério excessivamente largo em termos disciplinares, que penalizou seriamente o Sporting (devido à excesiva rudeza dos portistas), Olegário Benquerença expulsou João Paulo, aos 70 minutos após falta durissima sobre João Moutinho. No tempo que restou até ao final o Sporting não foi capaz de se impôr, realizando até a sua pior fase do jogo…

No prolongamento os leões arriscaram mais, com entrada do ponta-de-lança Rodrigo Tiuí – que após um remate rente ao poste apontou 2 golos, um pleno de oportunidade (que surgiu num contra-ataque após lance discutivel de Polga sobre Lisandro perto da área leonina) e outro de génio (bicicleta) selando um triunfo efusivamente festejado e sem mácula por 2-0.

Tiuí foi pois o herói do jogo, ele que na semana antes, na partida da última jornada do Campeonato – frente ao Boavista (que selara o 2º lugar para o Sporting), apontara o seu 1º golo oficial ao serviço dos leões: “Foi muito gratificante. Tenho de agradecer à equipa que me apoiou muito e deu confiança. Marquei 1 golo no último jogo da Liga e agora 2 na final da Taça. A confiança está a começar a aparecer e tenho de a pôr em prática para ajudar a equipa. Estou a ter oportunidades e isso deixa-me muito feliz. Tenho de ser paciente porque o Mister sabe o que faz e deixo as coisas nas mãos dele. Tem-me posto a jogar no momento certo e hoje acabei por fazer 2 golos. Estou feliz”.

A equipa leonina, depois de muito festejar no relvado do Jamor, foi para Alvalade onde a esperavam milhares e milhares de adeptos num ambiente vibrante de emoções. Com a conquista da sua 15ª Taça de Portugal o futebol do Sporting terminou uma época com inúmeros problemas da melhor forma.

video

Post to Twitter

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Confirm that you are not a bot - select a man with raised hand:

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.