1943 – Temporada excelente para o Atletismo leonino

5 de Setembro de 1943. Nesse dia (e na véspera) disputaram-se os Campeonatos Nacionais de Atletismo, que inauguraram a nova pista do Sporting no Estádio do Lumiar. No setor masculino o Sporting obteve a vitória coletiva (pela 2ª vez), para além de 13 triunfos individuais (um espanto!), estando particularmente inspirados os atletas Fernando Lourenço – o homem mais rápido de Portugal (títulos em 100, 200 e 4X100), e João Jacinto (vitórias nos 400, 800 e 4X400) – estava vingada a injustiça da época anterior (devida a irregularidades várias que beneficiaram o Benfica).

Os campeões:

100m – Fernando Lourenço – 10,8s

200m – Fernando Lourenço – 22,5s

400m – João Jacinto – 54s

4X100m – Evaristo, Abrunhosa, Núncio e Fernando Lourenço – 46s

400m barreiras – Araújo – 1m03,6s

800m – João Jacinto – 2m07s

4X400m – Campos, Araújo, Evaristo e João Jacinto

5.000m – Manuel Nogueira – 16m34,2s

10.000m – Manuel Nogueira – 36m06s

Altura – João Durães – 1m75cm

Comprimento – Álvaro Dias – 6m30cm

Disco – Manuel da Silva – 35m85cm

Peso – Emídio Ruivo – 12m42cm

Nas senhoras mais uma prestação coletiva de luxo. Olga Ribeiro, endiabrada, bateu de novo o recorde nacional dos 80 barreiras, agora com 15,2s, para além de triunfar nos 60, 3X60 e 150 metros! A multifacetada e versátil Maria Ester Cabral também merece uma referência especial pelo facto de ter vencido os 3X60 metros, o salto em altura e o lançamento do peso. No entanto, ainda não havia classificação coletiva feminina oficial. As vencedoras:

60m – Olga Ribeiro – 8,4s

80m barreiras – Olga Ribeiro – 15,2s (RN)

3X60m – Maria Ester Cabral, Judite Real e Olga Ribeiro – 25,9s

150m – Olga Ribeiro – 21,2s

Altura – Maria Ester Cabral

Disco – Ester Ramos

Peso – Maria Ester Cabral – 7m64cm

Estes Nacionais foram o ponto alto da época leonina de Atletismo, mas existiram vários outros motivos de interesse. Tudo começou a 9 de Maio com a 1ª vitória de Alberto Ferreira no Campeonato Nacional de Crosse, ao qual correspondeu toda a equipa, que também obteve o título (pela 9ª vez – Manuel Nogueira foi 4º e Aníbal Barão 6º).

A época de pista começou com a vitória coletiva no torneio organizado pelo Belenenses a que se seguiram os Campeonatos Regionais. Aí, se a prestação masculina não foi brilhante (apesar de se ter conseguido 5 vitórias, perdemos o título para o Benfica), nas senhoras a vitória foi em toda a linha, avultando o recorde nacional dos 80 metros barreiras da fantástica Olga Ribeiro (com 15,5s). Olga alcançou 4 títulos, acrescentando ao já referido os de 60, 150 e 3X60 metros. Ester Ramos foi a mais valiosa nos lançamentos do dardo e do disco.

Foto: Alberto Ferreira, o Campeão Nacional de Crosse.

Post to Twitter

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Confirm that you are not a bot - select a man with raised hand:

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.