1º título mundial para Naide Gomes e Rui Silva também em destaque

5 de Março de 2004. Os atletas do Sporting estiveram em destaque nos Mundiais de Pista Coberta em Budapeste. Rui Silva ficou 2º nos 3.000 metros, Francis Obikwelu ficou em 6º nos 60 metros, mas foi Naide Gomes quem brilhou intensamente ao sagrar-se Campeã Mundial (bateu o recorde nacional do salto em altura com 1m88cm e aumentou para 4.759 o recorde nacional do Pentatlo). O Sporting fez melhor que as seleções de Espanha, Itália, França e Alemanha! Naide, felicíssimo, afirmou no final: “”Esta vitória dá sentido aos muitos anos de trabalho que tenho até chegar aqui. Foi um sonho realizado e não podia estar mais feliz. As emoções foram muitas. Começaram quando bati o recorde nacional do salto em altura e acabaram quando soube que a medalha de ouro era minha e de Portugal. Ouvir o hino foi espantoso, nem sei como consegui estar no pódio sem chorar. Este resultado também se deve em grande parte ao meu treinador, o prof. Abreu Matos, que até acreditava mais do que eu que isto seria...

2017 – Campeões nacionais de Corta-mato longo em ambos os sexos

5 de Março de 2017. O Sporting CP conquistou nesse domingo de manhã 2 títulos nacionais, no género masculino e feminino, nos campeonatos de corta-mato longo que se realizaram em Mira. À hegemonia verde e branca em termos coletivos juntou-se o título individual de Jéssica Augusto (séniores femininos) e o de Miguel Marques (sub-23 masculinos). Os primeiros a entrar em ação foram mesmo os atletas masculinos, onde o equilíbrio reinou durante toda a prova, que se veio a discutir ao centímetro e até ao último instante. Com a dianteira da corrida a ser repartida entre atletas leoninos e encarnados desde o início até ao final (nos primeiros 14, só um não pertencia a nenhum destes conjuntos), foi Rui Pinto, do Benfica, quem acabou por se superiorizar nos últimos metros, seguido de perto pelos leões Licínio Pimentel e Ricardo Dias. Coletivamente, o Sporting CP foi o conjunto mais forte, conseguindo bater os rivais da Luz por 2 pontos. Nesta prova, destaque também para o sportinguista Miguel Marques, que venceu no escalão de sub-23. Minutos depois, foram as mulheres a entrar em prova, protagonizando uma corrida bem diferente. visto que Jéssica Augusto desde a 1ª passada mostrou estar a um nível acima das demais. Com um ritmo altíssimo, a leoa conquistou uma margem confortável e geriu a vantagem até ao fim, sendo seguida por Salomé Rocha, a vencedora em título da época anterior. Também a nível coletivo o domínio verde e branco foi considerável, tendo o Sporting CP vencido por 54 pontos de diferença e 4 atletas nas 5 primeiras classificadas. A juntar aos 2 títulos no escalão de séniores, também a equipa...

O 1º título europeu para Naide Gomes no salto em comprimento

5 de Março de 2005. Naide Gomes participou no salto em comprimento do Campeonato Europeu de Atletismo em Pista Coberta realizado em Madrid e a aposta foi claramente ganha. A prova ficou marcada por um erro de um dos juízes, que mediu erradamente o salto da alemã Bianca Kappler, como a própria reconheceu, o que fez com que a portuguesa só fosse declarada Campeã da Europa no dia seguinte à prova. Naide Gomes bateu o recorde nacional com a marca de 6m70cm. A medalha de prata coube à grega Stilianí Pilátou (6m64cm) e a medalha de bronze à romena Adina Anton (6m59cm) e também à alemã Bianca Kappler (6m53cm) – a forma encontrada pela AEA (Associação Europeia de Atletismo) para solucionar o problema provocado pela má medição do tal salto. Aliás, Bianca Keppler abdicou da hipótese (dada pelo júri) de repetir o seu salto. Abreu Matos, treinador de Naide, afirmou que “foi feita justiça. A própria atleta alemã reconheceu desde o primeiro momento que não tinha feito aquele resultado – de 6m96cm. Esse salto dera azo a vários protestos, entre os quais dos portugueses, por má medição. A verdade é que Bianca não tinha ainda feito melhor que 6m53cm e acabou por arrancar um recorde pessoal a 6m96cm – que seria a melhor marca mundial do ano. Pareceu logo, pela marca deixada na areia, que o salto não seria tão longo, e a própria atleta alemã o indicou. A organização fez saber, já à noite, em comunicado, que o salto da alemã foi anulado, e que lhe daria a oportunidade no dia seguinte de realizar esse ensaio. No entanto, tal como já referimos, Bianca Keppler não...

Leões “depenaram” águias pela 3ª vez consecutiva na Taça de Portugal

5 de Março de 1978. Pelo 3º ano consecutivo Sporting e Benfica encontraram-se no Alvalade para a Taça de Portugal, e mais uma vez os leões levaram a melhor. O Sporting estava a fazer um Campeonato abaixo do esperado (apesar do seu excelente conjunto de jogadores, sobretudo no ataque) e jogava-se aqui muito da temporada leonina. Entretanto Jordão partira uma perna no Benfica-Sporting para o Campeonato Nacional, que afastara os sportinguista do título mercê da derrota por 1-0. Os leões estavam por isso algo fragilizados, mas neste dia, com o Alvalade a registar a presença de 40.000 pessoas (que fizeram entrar cerca de 1.000 contos para os cofres de cada clube) numa magnífica tarde de sol, a turma leonina precisava a todo o custo de afastar o seu rival dos quartos-de-final da Taça, pois essa era a única competição na qual os leões ainda poderiam triunfar. Sob o comando de Rodrigues Dias o Sporting alinhou com: Botelho; Artur, Laranjeira, Menezes e Inácio; Barão (Ademar – que se estreou), Manaca e Aílton; Manuel Fernandes, Manoel e Keita (Freire). O Sporting entrou na partida (e assim se manteve ao longo dos 90 minutos) com uma excelente atitude. A velocidade empregue nas deambulações atacantes era impressionante, pelo que foi com naturalidade que abriu o marcador logo aos 10 minutos. Laranjeira centrou por alto da direita, Keita cabeceou da meia esquerda, e, para não deixar dúvidas a ninguém Manuel Fernandes confirmou o golo que já parecia certo. Apesar do tento leonino a partida continuou na mesma toada. Os benfiquistas não tinham força para reagir, e 25 minutos depois os verde e brancos cimentaram a...

Atletismo – Mamona de bronze nos Europeus de pista coberta

4 de Março de 2023- Patrícia Mamona conquistou a medalha de bronze na prova de triplo salto dos Campeonatos da Europa de Atletismo em pista coberta que tiveram lugar em Istambul, na Turquia. A atleta leonina entrou logo com 14m16cm, fazendo bem melhor do que a maioria das adversárias, mas a turca Tuğba Danışmaz, a competir em casa, conseguiu 14m31cm, recorde nacional, apresentando-se como grande ameaça à portuguesa. A italiana Dariya Derkach subiu ao 2º lugar com 14m20cm no 2º ensaio, enquanto Patrícia Mamona não foi além dos 13m98cm. Seguiram-se saltos menos positivos e o pódio não sofreu mais alterações: ouro para a atleta da Turquia, prata para a saltadora de Itália e bronze para a portuguesa Patrícia Mamona. Foi a 3ª medalha verde e branca nesta competição, depois do ouro de Auriol Dongmo (Portugal) e do bronze de Roman Kokoshko (Ucrânia), ambos no lançamento do...

Kickboxing – André Santos revalidou título mundial!

4 de Março de 2023. André Santos, atleta de Kickboxing do Sporting CP, revalidou neste sábado o título de Campeão do Mundo WAKO Pro em K1 66,8 kg. No Pavilhão Desportivo de Vilarinho do Bairro, em Anadia, o português superou o turco Emre Korkmaz por decisão unânime dos juízes (50-48) e segurou um cinturão que havia conquistado em Agosto de 2022. Num dos combates mais complicados da carreira, André Santos viu os 3 primeiros assaltos serem bastante disputados, com o leão a pressionar mais enquanto Emre Korkmaz apostava no contragolpe com perigosos pontapés rotativos. Mesmo perante uma oposição de qualidade, André Santos respondeu muito bem nos últimos 2 assaltos, conseguindo assegurar a vitória. No final do evento, o Campeão Mundial destacou o “bom combate, muito bem disputado por ambas as partes (…) Penso que o público que esteve presente na arena gostou, os fãs do Kickboxing gostaram e isso é o mais importante. O título ficou em casa e isso significa muito porque é para isto que trabalhamos todos os dias. Fico muito contente por ganhar mais um título para mim, para a minha família, para o meu clube e para o meu país. Agradeço ao promotor Paulo Santos e à Federação Internacional WAKO PRO por tornarem isto possível, é importante que tudo isto aconteça e que haja mais eventos destes em Portugal. Só assim é que o Kickboxing português pode continuar a crescer e só assim é que podemos trazer estes grandes títulos para o nosso...

Futebol – Portimonense-0 Sporting-1

Em Portimão, para a 23ª jornada do Campeonato Nacional, o Sporting jogava mais uma cartada importante no objetivo de se aproximar dos 3 primeiros lugares. Esta foi uma partida quase de sentido único, com os leões a criarem e a desperdiçarem inúmeras oportunidades flagrantes de golo (diga-se que Nakamura, guardião portimonense, esteve em grande!) – nesse particular Pote esteve em foco (até um penalty desperdiçou…). Só aos 77 minutos o marcador funcionou após uma abertura magistral de Pote para uma definição tremenda de Paulinho. Até final os leões ainda permitiram uma reação aos algarvios, e aí Adán esteve perfeito, garantindo os 3 pontos. Ou seja, da possível goleada o Sporting passou a correr sérios riscos de perder pontos… mas felizmente tudo acabou bem. A equipa: Adán (7); Diomandé (8), Coates (6) – Matheus Reis (5) 60 e Inácio (6); Esgaio (5), Ugarte (7) – Paulinho (7) 74, Morita (6) e Nuno Santos (6) – St. Juste (1) 86; Edwards (5) – Trincão (1) 86, Chermiti (5) e Pote (6). Melhor sportinguista em campo –...

Medalha de prata para Patrícia Mamona nos Europeus de pista coberta!

4 de Março de 2017 A nossa belíssima e fantástica Patrícia Mamona outra vez em grande destaque. No Europeus de Atletismo de pista coberta a decorrerem em Belgrado a nossa bela saltadora conseguiu a medalha de prata no triplo-salto. O ouro escapou por pouco – 5 centímetros bastaram para a alemã Kristin Gierisch alcançar o 1.º lugar no único salto válido em 7 tentativas. A atleta leonina não conseguiu superar os 14m37cm da adversária, ficando-se pelos 14m32cm. Depois de no dia anterior Patrícia Mamona e Susana Costa (Benfica) se terem qualificado para a final nas 7ª e 8ª posições, respetivamente, foi a leoa quem conseguiu mesmo chegar ao pódio, sendo que a atleta encarnada terminou a sua participação num muito meritório 7º lugar –...

Romeu – Esquerdino talentoso

Romeu Fernando Fernandes da Silva nasceu a 4 de Março de 1954 em Vila Praia de Âncora. Em criança foi com os seus pais para Moçambique e lá começou a jogar futebol. No início dos anos 70 regressou a Portugal, tendo-se iniciado no Vitória de Guimarães. Na “cidade berço” começou a mostrar grande potencial chegando mesmo à Seleção Nacional. Daí para o Benfica foi um pequeno passo, mas embora tenha tido sucessos coletivos na Luz não se afirmou – sobretudo por problemas físicos, regressando depois a Guimarães onde esteve mais 2 bons anos.  Em 1979 chegou ao FC Porto onde confirmou credenciais. Rumou ao Sporting no final da temporada de 1983, ainda a tempo de realizar alguns jogos de fim de época numa digressão aos EUA. Na altura já era um jogador “feito” (29 anos) com um passado importante no nosso futebol. Estreou-se oficialmente (com Jozef Venglos) a 28 de Agosto de 1983 num Sporting-Penafiel (5-1) para a 1ª jornada do Campeonato Nacional. Marcou o 1º golo em Penafiel (2-1) a 5 de Fevereiro de 1984. Nessa primeira época ganhou um lugar no lado esquerdo do meio-campo numa equipa que tinha excelentes executantes mas que não conseguiu títulos. Realizou 31 jogos e fez 3 golos. Na temporada seguinte (sob o comando de John Toshack), com a revelação Litos e as aquisições Jaime Pacheco e Sousa, o esquerdino perdeu espaço, realizando apenas 10 jogos. A sua última temporada foi a de 1985/86 na qual esteve grande parte da época lesionado, realizando apenas 14 jogos. Jogou pela última vez como “leão” a 20 de Abril de 1986 (com o treinador Manuel...

Ademar – Um bom “produto” das escolas leoninas

Ademar Moreira Marques nasceu a 4 de Março de 1959 em Lisboa. Surgiu para o futebol no Sporting onde passou por todos os escalões de formação e em todos eles chegou à internacionalização. Estreou-se oficialmente (sob a “batuta” de Rodrigues Dias) pelos seniores a 5 de Março de 1978 (19 anos acabados de fazer) numa receção ao Benfica para a Taça de Portugal (3-1). Nessa 1ª temporada ainda realizou 13 jogos contribuindo para o triunfo na Taça de Portugal e tornando-se uma grande promessa do futebol sportinguista. Na temporada seguinte, com o técnico Milorad Pavic, foi aposta continuada (31 jogos) no lado direito do meio campo, apesar da sua juventude. Marcou pela 1ª vez a 3 de Junho de 1979 na Madeira, frente ao Marítimo (triunfo por 3-2). Em 1979/80 foi campeão numa equipa onde era peça fundamental da linha média, constituindo com Fraguito e Marinho um grupo de jogadores nucleares (de trabalho) que abriam “espaço” para o génio dos atacantes (Manuel Fernandes, Manoel e Jordão). Depois de uma temporada de 1980/81 onde voltou a ser dos mais utilizados da equipa (marcando 4 golos), “repetiu a dose” em 1982, com Allison  – desta vez com a companhia de Virgílio e Nogueira no meio campo, numa equipa que fez a “dobradinha”. Com a chegada de Festas e Kostov no Verão de 1982, Ademar perdeu espaço na equipa. Ainda assim realizou 23 jogos, tendo marcado o último golo (que valeu o triunfo sobre o Vitória de Setúbal), a 16 de Abril. O seu último jogo de “leão ao peito” foi um Sporting-Vitória de Guimarães (1-0) a 5 de Junho de 1983. Esteve...
Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.

Warning: Unknown: write failed: Disk quota exceeded (122) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/opt/alt/php74/var/lib/php/session) in Unknown on line 0